Casa e decoração

Em apê com paredes móveis, ambientes se transformam para aproveitar espaço

Juliana Nakamura

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Maximizar o uso de cada um dos 70 m² disponíveis, no apê com vista para o mar nas Astúrias, foi a preocupação de Maria José e Enrique assim que adquiriram o imóvel espanhol. Embora viva no México, o casal queria uma morada para passar temporadas prolongadas, descansando e curtindo o clima agradável do norte da Espanha. Na lista de desejos ainda figuravam ambientes confortáveis para toda a família.

Para atendê-los, o projeto realizado pelos arquitetos do escritório PKMN (lê-se Pac-man), buscou uma abordagem inovadora. Em vez da corriqueira compartimentação do espaço em uma série de pequenos cômodos, a proposta foi eliminar paredes e, no lugar delas, instalar módulos móveis e giratórios que pudessem abrigar múltiplas funções. A ideia era a de que, com o movimentar das estruturas, a planta pudesse ser flexível o bastante para prover os ambientes necessários e, ao mesmo tempo, assegurar amplitude e áreas abertas para a paisagem.

Paredes com rodinhas

O apartamento MJE faz parte da série Pequeñas Grandes Casas (em tradução livre, Pequenas Grandes Casas), que inclui o projeto All I Own House, publicado pelo UOL. O conceito para maximização dos espaços é basicamente o mesmo: substituir paredes fixas por estantes compostas de esqueletos leves de aço e painéis de madeira. No caso da morada asturiana, os módulos giram em torno de um eixo pivotante com a ajuda de rodas e trilhos industriais metálicos.

A planta do apartamento conta com dois módulos centrais que definem três "layouts" possíveis: com dois, um ou nenhum dormitório. Nessa última configuração, a sala se transforma em um amplo salão com aproximadamente 50 m², espaço suficiente para abrigar uma festa, ser usado para crianças brincarem livremente ou criar uma atmosfera de loft. Em uma das periferias da planta foram alocados cozinha, área de serviço e banheiro, por conta da infraestrutura hidráulica.

Para aumentar a sensação de amplitude, no imóvel de Maria José e Enrique, os módulos foram revestidos de laca branca e escondem uma infinidade de objetos e móveis: de camas dobráveis aos pontos de iluminação, passando por nichos para armazenamento. A facilidade para modificação dos ambientes se deve, também, à decoração minimalista, com poucos móveis e acessórios “fora” das estantes. Há basicamente poltronas e cadeiras leves que podem ser deslocadas de um lado para o outro por uma única pessoa. 

Ficha técnica

Apartamento MJE, Salinas, principado das Astúrias (Espanha)

Projeto de PKMN Architectures

Detalhes do projeto
  • Área Construída 70 m²
  • Início do Projeto Março de 2014
  • Conclusão da Obra Julho de 2014
  • Projeto PKMN Architectures
  • Equipe Enrique Espinosa, Carmelo Rodríguez, Rocío Pina e David Pérez
  • Colaboradores Alessia Mansutti, Carol P. Linares, Elena Cantoni e Alicia Coronel
  • Projeto de Arquitetura PKMN Architectures
  • Projeto de Decoração PKMN Architectures/ Marcenaria: Alfredo Merino Caldas. Cantimpalos
  • Construção Construcciones Teito 2002
Topo