Casa e decoração

Em uma fazenda, casa-contêiner de 27 m² serve de moradia temporária

Ledy Valporto Leal

Do UOL, em São Paulo

Contêiner ou trailer? Nenhum dos dois. “Apenas uma casa”, responde o arquiteto Luciano Andrades, um dos responsáveis pelo projeto denominado MiniMod que, segundo ele, “propõe uma alternativa inovadora, inteligente de habitar, aproveitando os benefícios da tecnologia da construção seca”, ou seja, a que adota sistemas construtivos industrializados em detrimento do tijolo, concreto e argamassa mais usuais.

A criação é do escritório MAPA, resultado da fusão de dois outros escritórios: o gaúcho Studio Paralelo e o uruguaio Maam. Juntos, projetaram um protótipo residencial transportável que está localizado em uma fazenda no município de Maquiné (RS). Trata-se de um sistema pré-fabricado em módulos de 1,2 m por 3 m, que pode ser levado a qualquer local como sítios, pousadas e casas de praia, desde que seja acessível ao caminhão com guindaste (necessário para o transporte e instalação do MiniMod).  

Andrades ressalta que “apesar de muito utilizado nos Estados Unidos e Europa, o sistema modular habitável é apropriado somente para permanência passageira, já que ele apresenta limitações para ser usado como a primeira casa”. Mas torna-se, por exemplo, uma boa opção como casa de hóspedes de fim de semana.

Com 27 m² e pesando aproximadamente sete toneladas, o MiniMod  pode ser colocado sobre qualquer tipo de solo. “Nossa principal preocupação reside na ação do vento”, diz o arquiteto. Por isso, para garantir fixação perfeita, utilizou-se estrutura metálica de aço apoiada em pilares metálicos, elevados aproximadamente 15 cm do solo. A estabilidade é assegurada por vigas com dois eixos perpendiculares no topo e na base; sobre elas, há o compensado de madeira que compõe o piso.

Nas paredes de aço do contêiner são fixados também compensados de madeira para os revestimentos interno e externo. O espaço de 100 mm entre eles serve de passagem para toda tubulação e para uma série de mantas de isolamento térmico.

A primeira camada externa é de chapas de OSB (um painel de lascas de madeira prensadas) que amarra a estrutura metálica, seguindo-se de uma camada impermeabilizante e, por fim, uma placa cimentícia de oito mm que faz a vedação definitiva do módulo. Na superfície é aplicada mais uma lâmina de madeira que recebeu perfurações em círculos para dar um efeito estético na fachada.

A mesma estrutura das paredes se repete no forro, além de mais uma manta impermeabilizante e do telhado verde, composto por um estrado com plantas. Essa cobertura vegetal contribui para o controle térmico e a absorção da água da chuva para reuso.

Um compartimento posicionado entre o banheiro e a cozinha acumula a hidráulica, elétrica, esgoto e dreno do ar condicionado da casa.

Uma alternativa de residência para finais de semana, o MiniMod tem um custo de aproximadamente R$ 75 mil e pode ficar pronto em 40 dias.

Ficha técnica

MiniMod, Maquiné (RS)

Projeto de MAPA Architects

Detalhes do projeto
  • Área Construída 27 m²
  • Conclusão da Obra 2013
  • Projeto MAPA Architects
  • Equipe Luciano Andrades, Matías Carballal, Rochelle Castro, Andrés Gobba, Mauricio López, Silvio Machado, Camilla Pereira, Jaqueline Lessa, Alexis Arbelo, Pamela Davyt, Emiliano Etchegaray, Camila Thiesen, Pablo Courreges, Diego Morera, Isabella Madureira, Aldo Lanzi, Emiliano Lago
  • Projeto de Arquitetura MAPA Architects
Topo