Últimas de Estilo de vida

Estante giratória e mesa retrátil racionalizam uso de apê com 32 m²

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

Morar num apartamento compacto, de 32 m², não significa ter que abrir mão do conforto, nem de qualidade de vida. Com bom uso da marcenaria e foco no aproveitamento de cada cômodo, a arquiteta de interiores Adriana Fontana transformou um estúdio em São Paulo (SP) em uma residência funcional para recém-casados.

Um dos desejos era ter o quarto separado da área de convivência, com o mínimo de privacidade. Outras duas preocupações se resumiam em contar com uma mesa de jantar e uma bancada em L na cozinha, para a execução de serviços domésticos. “Invertemos a direção de abertura da porta de entrada e substituímos uma parede que ficava atrás dela por armários. Essa parede bloqueava a circulação entre a cozinha e a sala e sua extinção foi o primeiro ponto de integração dos espaços”, explica a designer. 

Ventilação e luminosidade também ficavam interrompidas por tal parede – há uma janela na cozinha e outra no quarto, na face oposta do estúdio. “Agora a porta se abre para dentro, para a direita, e quando você entra no apartamento, tem a vista de todo o espaço interno”, afirma Fontana.

Secos e molhados

Outra mudança importante foi a redução do banheiro. A intenção era aumentar a área de serviço (lateral), que precisava de espaço suficiente para acomodar uma máquina grande de lavar e secar roupas. “Também ganhamos parede para mais armários de apoio”, acrescenta a designer. 

Foi também o ganho de espaço nos serviços que deixou uma área livre na cozinha para execução da bancada. O micro-ondas foi instalado lateralmente (sob a janela), de forma que a superfície para corte, lavagem e preparo de alimentos pudesse ser bem aproveitada.

Toda a divisão dos ambientes secos do apartamento foi desenhada pela marcenaria com nichos, que possibilitam a passagem de ventilação e iluminação naturais, apesar de oferecerem a privacidade necessária e querida. Chama a atenção o apoio pivotante da TV, que a direciona ao quarto ou à sala.

Armários

Com uma parede do imóvel liberado para o uso como guarda-roupas e louceiro, um grande móvel embutido com dez portas (4,5 m lineares) pôde ser executado, abrindo espaço para um corredor de circulação. Sapatos e arquivos de documentos podem ser armazenados em baús e gavetas da própria cama, também em marcenaria sob medida e com desenho de Adriana Fontana.

O louceiro embute ainda a mesa de jantar, pequena, para dois lugares, mas que atende ao casal com conforto e pouco compromete da metragem disponível. Por fim, a aposta em tons claros – verde água, branco e amadeirados – dá uma sensação de maior espaço. “A iluminação também foi peça-chave, desenvolvida em vários circuitos separados de luz para criar cenários diferentes e possibilitar usos variados de um mesmo cômodo”, conclui Fontana. 

Ficha técnica

Apartamento 32, São Paulo (SP)

Projeto de Adriana Fontana Arquitetura & Design

Detalhes do projeto
  • Área Construída 32 m²
  • Projeto Adriana Fontana Arquitetura & Design
  • Equipe Adriana Fontana
  • Gerenciamento da Obra Eduardo Santos (Materializa Engenharia)
  • Projeto Luminotécnico Adriana Fontana Arquitetura & Design (com Onlight)
Topo