Últimas de Estilo de vida

Ilha de cocção é ponto chave de integração em apê com 55 m²

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

O apê Icaraí fica em Niterói, no Rio de Janeiro, e abriga uma pessoa solteira que, nas horas vagas, gosta de viajar, praticar esportes e, acima de tudo, receber amigos para festas e jantares. Antes da reforma projetada pelo escritório Ravaglia & Philot, o espaço de 55 m² era fechado, compartimentado e tinha “layout” e acabamentos típicos dos imóveis construídos no final dos anos 1960. Era preciso modernizá-lo “e o cliente, de perfil bastante eclético, sempre se mostrou aberto a novas ideias”, conta o arquiteto Vinícius Philot. 

O desafio era direcionar esse ecletismo para as possibilidades que o apartamento de um dormitório inspirava. Nem menos, nem mais. De início, a proposta era integrar o espaço e buscar sua fluidez. “Queríamos aproveitar ao máximo a área para criar ambientes novos dentro das proporções cabíveis, fornecendo ao proprietário um novo olhar sobre a residência”, afirma Philot.

A primeira mudança foi o estabelecimento de uma ilha de cocção central em relação à área de convivência social e a construção de um lavabo confortável e bonito, para que visitas não precisassem usar o banheiro da suíte. Assim, desfez-se um pequeno escritório e o banheiro de serviços pela derrubada de paredes não estruturais e a manutenção de vigas e pilares de concreto aparentes, que passaram a conduzir e integrar o design de interiores.

Esse concreto exposto deu corpo ao elemento rústico e de cor mais escura e sóbria que contrasta com os acabamentos claros, lisos e neutros da cerâmica e da marcenaria. A ilha de cocção, por sua vez, mereceu atenção e design especiais: formatada em resina acrílico-mineral, a estrutura foi desenvolvida à partir de três softwares de modelagem. O resultado foi um elemento escultural entre a cozinha e as salas de jantar e estar.
 
Intimidade integrada
 
A segunda mudança foi na suíte, que passou a integrar plenamente o dormitório e o banheiro. “Com isso, determinamos um pequeno hall íntimo para o acesso à área íntima. Preservamos visualmente o sanitário, que se separa de todo o resto por uma porta de vidro jateado, e posicionamos o boxe (vidro temperado) e pia diretamente junto à cama”, descreve o arquiteto.

Como a suíte é integrada era imprescindível estabelecer a continuidade entre o dormitório e o banheiro pelo piso: os tacos de madeira originais deveriam ser substituídos por revestimento que não fosse frio, mas pudesse ser lavado.

Piso vinílico em placas com sistema de encaixe “clic” ganhou o espaço de descanso e foi combinado ao porcelanato branco piguês da área efetivamente molhada. No chão do restante da morada, o porcelanato retificado e assentado em junta seca, com placas de 60 cm² tomou os ambientes.
 
Com base na ideia de “contrastar” texturas e estilos, o concreto aparente e o porcelanato que imita concreto em detalhes nas paredes da sala dialogam com a marcenaria lisa e brilhante, em laca e branca em sua maior parte, mas com alguns detalhes especiais em laranja - como é o caso da mesa de centro no "home theater". Uma eficaz solução encontrada pelos arquitetos para “quebrar” a hegemonia das cores neutras e aquecer os ambientes dedicados a tantos encontros.

Ficha técnica

Apê Icaraí, Niterói, Rio de Janeiro

Projeto de Ravaglia & Philot Arquitetura

Detalhes do projeto
  • Área Construída 55 m²
  • Início do Projeto 2011
  • Conclusão da Obra 2012
  • Projeto Ravaglia & Philot Arquitetura
  • Projeto de Decoração Ravaglia & Philot Arquitetura
  • Projeto Luminotécnico Ravaglia & Philot Arquitetura
Topo