Casas

Casa de linhas retas e laje vazada contrasta com paisagem rústica de serra mineira

Daiana Dalfito

Do UOL, em São Paulo

Em meio a uma série de montanhas com aspecto rude e até um pouco árido, a Casa NB se acomoda em um aclive. Linhas retas e panos de vidro, brises e pergolados com estruturas amplas e quadriculadas desenham um traço de inspiração Modernista na paisagem de Nova Lima, em Minas Gerais.

A casa, com 615 m², tira proveito da topografia para se inserir na paisagem serrana e aproveitar a vista da cidade – logo ali embaixo – em um pavimento extenso e outro, inferior, dedicado basicamente à garagem para quatro carros e às dependências de empregados e áreas de serviço.

Estruturada,  parte diretamente sobre o terreno, parte em pilares circulares e lajes de concreto nervuradas – que possibilitam grandes vãos -, a construção foi implantada na porção superior do lote com declividade mais amena, o que não demandou esforços mirabolantes, das pranchetas do escritório Arquitetos Associados - de Belo Horizonte (MG) -  para a fundação.

Moderna, a casa NB contrasta com a paisagem, o que causa um estranhamento que se mistura à boniteza da cena. Segundo Alexandre Brasil, um dos arquitetos responsáveis pelo desenho da residência, não houve uma busca por padrões diferentes do edificado e que, teoricamente, melhor se encaixassem àquela vista. “O projeto arquitetônico acaba sendo o resultado da interpretação do lugar (insolação, ventilação, topografia, vistas), da técnica (sistema estrutural e construtivo da edificação) e do uso (relações entre os ambientes solicitadas pelos clientes)”, pontua.

Fruto da terra, reconhecimento geral

  • Leonardo Finotti/UOL

    O hall é iluminado através dos extensos vidros que vão do chão ao teto e das aberturas zenitais da laje

Premiado na Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo de 2011 e pelo IAB-MG (Instituto de Arquitetos do Brasil – MG), o projeto em “U” reserva ao volume frontal os espaços de uso comum e social: cozinha, churrasqueira, salas de estar e jantar e varanda. No pavilhão posterior – voltado para a montanha – ficam as quarto suítes com janelas direcionadas a um jardim com espelho d’ água.  Entre os dois blocos construtivos, um pátio com piscina.

“A circulação entre as duas alas da residência é estabelecida por um corredor que se alarga para receber a ala íntima, sob a qual – semi-enterrado – está o quarto de brincar das crianças”, explica a arquiteta Paula Zasnicoff, que também assina o projeto.

Por sua vez, os envidraçados que dominam os limites dos blocos ajudam a iluminar abundantemente os ambientes internos com luz natural e, quando voltados para o pátio de lazer, são os elementos de integração entre espaços dentro/fora.

Rampas, escadas e pérgula

O acesso à casa se dá por uma rampa-escada ao lado da entrada para veículos. Neste ponto, o hall principal – antecedido pela imponente porta de aço -, a adega, a sauna e os vestiários têm lugar ao lado da espaçosa garagem e das áreas de serviço.

Dali, duas escadas compostas por aço, vidro e mármore fazem a ligação com o pavimento principal formado pelos dois volumes envidraçados e pela praça central de lazer pavimentada por decks de madeira e que, em um de seus cantos, abriga um spa.

Pairando sobre canteiros e parte do deck, a pérgula de concreto com um padrão “quadriculado” tranforma-se em laje e perpassa o comprimento do volume frontal, cruzando-o transversalmente, a fim de cobrir a escadaria de acesso secundária, à partir da garagem. Quando na parte interna, a laje nervurada tem a função de iluminar zenitalmente os espaços.

Aplicada também sobre o pavimento inferior - apesar de não totalmente vazada - a estrutura disposta sobre grandes vãos é confeccionada por meio de cubetas (formas plásticas com 90 cm de lado). Seu emprego tornou-se um dos elementos que melhor caracterizam a casa NB, ao lado dos brises de aço cortén que ladeiam os espaços de convivência.formad

Ficha técnica

Casa NB, Nova Lima (MG)

Projeto de Alexandre Brasil e Paula Zasnicoff - Arquitetos Associados

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 1.300 m²
  • Área Construída 615 m²
  • Início do Projeto 2007
  • Conclusão da Obra 2010
  • Projeto Alexandre Brasil e Paula Zasnicoff - Arquitetos Associados
  • Colaboradores Mariana Borel
  • Projeto de Arquitetura Alexandre Brasil e Paula Zasnicoff - Arquitetos Associados
  • Projeto de Paisagismo Felipe Fontes
  • Projeto de Fundação Marcello Cláudio Teixeira e Sigefredo Fiuza Saldanha
  • Projeto Estrutural - Concreto Marcello Cláudio Teixeira e Sigefredo Fiuza Saldanha
  • Construção PHM Engenharia
  • Projeto de Ar-Condicionado Real Ar Condicionado
  • Projeto de Instalações Elétricas Projeta - Consultoria e Projetos de Instalações
Topo