Casas

Madeira e pedra constituem a casa de campo de 400 m², e protegida por um bosque

A Casa Croácia foi inspirada em uma cabana, sim, mas uma cabana contemporânea, moderna e rústica ao mesmo tempo. Para esse projeto, localizado em San Rafael de Heredia, a 40 minutos da capital, San José, o arquiteto costarriquenho Federico Escalante dirigiu o foco às peculiaridades ambientais do local e à sustentabilidade.

A região é montanhosa e apresenta variações de umidade e temperatura bastante radicais: chove, faz calor e sopram fortes ventos, tudo em um mesmo dia. Por isso a residência de 400 m² está implantada no local perfeito do terreno, abrigada do vento da noite pelo bosque e aberta à insolação saudável durante o dia.

“Escolher os materiais corretos foi crucial para manter o conforto térmico”, explica Federico Escalante. A estrutura principal tem elementos metálicos e de concreto, mas cerca de 80% da casa foi construída com madeira de teca, cipreste e eucalipto reflorestados e certificados. Foram aproveitadas as belas vistas e a luz natural por meio de grandes aberturas de vidro, “mas o frio fica do lado de fora”, garante o arquiteto.

Sustentabilidade certificada

À parte o conforto térmico, uma série de soluções foi pensada para economia de recursos naturais, conforme o processo de certificação de edifícios sustentáveis norte-americano LEED (Leadership in Energy & Environmental Design) desenvolvido pelo Conselho da Construção Verde dos Estados Unidos (US Green Building Council) e ao qual foi submetido o projeto da Casa Croácia.

De acordo com essas exigências, foi contemplado o uso de aparelhos economizadores de água, iluminação de baixo consumo, coletores de águas pluviais para uso na propriedade e fossas secas. Ainda foram montados acampamentos para os operários durante toda a obra e uma oficina completa de carpintaria e marcenaria, feitos com o propósito de diminuir a emissão de dióxido de carbono pelos carros de transporte de pessoal e madeira.

Fechamentos em lugares estratégicos impedem a passagem de ventos indesejáveis e uma cobertura feita com chapas de ferro galvanizado recobertos com uma capa asfáltica recolhe calor durante o dia e o dissipa durante a noite. Também o caimento pronunciado do telhado e a ausência de calhas coletoras de água em 85% do beiral proporcionam uma bela cortina de água de chuva nas fachadas sem, contudo, permitir que se molhem terraços ou pessoas.

Intransferível

A distribuição interna tornou a área de descanso mais privada ao colocá-la no piso superior da residência, onde estão as duas suítes. A parte social está distribuída no pavimento térreo: sala de TV, lavabo, academia e, em um só espaço aberto e compartilhado, cozinha, sala de jantar, lounge e terraço.

O arquiteto enfatiza que a casa pertence somente a esse lugar e de nenhuma maneira ganharia a mesma forma em outro terreno, por isso fez questão de trazer o exterior para dentro e convidar os habitantes a participarem da vida ao ar livre através das grandes varandas dos quartos e terraços do térreo.

A maioria dos pisos e paredes internas é de madeira com acabamento protetor de verniz fosco. Exceção para a suíte principal que tem paredes revestidas com ardósia cinza. O banheiro principal traz ardósia preta, cortada e colocada artesanalmente, na ducha e no lavabo. O toque rústico final. (Tania Bértolo, colaboração para o UOL)

Ficha técnica

Casa Croácia, San Rafael de Heredia, Costa Rica

Projeto de Federico Escalante Arquitectura

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 16.000 m²
  • Área Construída 400 m²
  • Início do Projeto 2009
  • Conclusão da Obra 2010
  • Projeto Federico Escalante
  • Colaboradores María Matamoros, Pilar Porras e María Aleth Piedra
  • Projeto de Paisagismo Federico Escalante
  • Projeto Estrutural - Concreto Heriel S.A.
  • Construção Guzman - José Narváez
  • Projeto de Instalações Elétricas Circuito S.A.
  • Projeto Luminotécnico Lumideco
Topo