Casa e decoração

Mesa sob mangueira é destaque de sítio na região serrana do Rio

Ledy Valporto Leal

Colaboração para o UOL, de São Paulo

Apenas 100 km separam o agito do Rio de Janeiro desse oásis de tranquilidade situado na região de Petrópolis (RJ). O sítio Marigold, que ganhou este nome por conta do filme "O Exótico Hotel Marigold", também se propõe a acolher as pessoas: é um lugar para reunir a família e os amigos e envelhecer com qualidade de vida.

Ao adquirir o terreno com quase 18 mil m², os moradores – um casal de meia-idade com dois filhos adultos – optaram por não demolir as construções existentes no local. Eram galpões antigos, da década de 1970, ocupados por depósitos de ferramentas agrícolas, lavanderia, garagens etc., que foram reformados e ganharam novos usos.

A reforma

O projeto determinou que a “casca” dos galpões fosse aproveitada, assim como as telhas francesas originais da construção, que foram tratadas e recolocadas. Internamente, as tesouras do telhado foram reforçadas, o que permitiu a eliminação dos pilares. As paredes foram pintadas de branco e os pisos cobertos por cimento queimado. As fachadas receberam muitas janelas e portas amplas com pintura azul-lavanda, inspirada no estilo provençal.

Cada galpão ganhou um uso diferente: a casa de hóspedes, com 40 m², comporta uma sala de estar (que pode ser usada como quarto), um banheiro e um dormitório e é a menor das edificações. O segundo galpão, com 77 m², concentra os espaços sociais, abrigando cozinha gourmet e salas de jantar com mesa para doze convivas, estar e lareira. O terceiro galpão, também com 77 m², é destinado aos dois filhos dos proprietários e, por isso, possui duas suítes nas extremidades e, ao centro, um estar com mesa de jogos.

A novidade

A única construção nova do sítio Marigold é o pavilhão de lazer, que serve de apoio à piscina. Com estrutura em madeira (cumaru) e concreto armado e paredes feitas com pedra e madeira, o pavilhão apresenta um programa para propiciar o relaxamento e o lazer: hidromassagem, sauna, espreguiçadeiras, cozinha gourmet e mesa de bilhar fazem a combinação perfeita para os dias de ócio. Com parte dos fechamentos em vidro, o espaço possui a transparência necessária para a total integração com o exterior.

Ali ao lado do pavilhão, porém, fica o ponto alto do sítio. Simples, uma mesa fixa fica sob a sombra de uma velha mangueira. Doze pessoas podem desfrutar de delícias nas refeições apoiadas pela bancada com pia, fogão elétrico e churrasqueira. No chão, cacos de pedra mineira reforçam o tom rústico e, pendendo da árvore, cordões de luzinhas iluminam as celebrações que invadem a noite.

Ficha técnica

Sítio Marigold, Petrópolis (RJ)

Projeto de André Luque Arquitetura

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 17.724,32 m²
  • Área Construída 194 m²
  • Início do Projeto Março de 2012
  • Conclusão da Obra Dezembro de 2013
  • Projeto André Luque Arquitetura
  • Projeto de Arquitetura André Luque Arquitetura
  • Projeto Luminotécnico André Luque Arquitetura
Topo