Casas

No Irã, casa gira em torno de seu próprio eixo para aproveitar a paisagem

Silvana Maria Rosso

Colaboração para o UOL, em São Paulo

O que poderia ser um problema acabou se transformando em uma solução inteligente para a construção da casa Mosha, em Teerã, no Irã. O terreno pequeno com 120 m² teve em seu declive acentuado o ponto de partida para a residência projetada pelo escritório New Wave Architecture, com a colaboração do proprietário, um engenheiro estrutural.

Ao alcance dos olhos estava a cadeia de montanhas Alborz e, por isso, a construção foi pensada pelos arquitetos iranianos Lida Almassian e Shahin Heidari como um mirante. O declive foi aproveitado para a concepção dos três blocos da casa, parcialmente apoiados no solo e dispostos em rotação. Cada volume apresenta aberturas envidraçadas voltadas para diferentes vistas da bela paisagem.

Somando 260 m² construídos, as caixas de concreto foram empilhadas de forma irregular formando balanços. A estruturação se deu por meio da técnica chamada de "cantilever", onde a sustentação é feita por uma viga ou trave em uma das extremidades de cada unidade.

De cima para baixo

O bloco de acesso fica ao nível da rua, é o mais alto dos três e abriga a garagem e a área íntima com duas suítes. A planta foi desenvolvida para que a pessoa chegue e se dirija automaticamente à escada caracol de madeira, que liga todos os pavimentos.

O volume central, que contém a área social e a cozinha, apoia-se tanto no terreno, quanto no bloco inferior. Já o corpo mais baixo encerra a área de lazer com piscina, bar e sauna. "Nosso objetivo de fundir natureza e a rotina humana nos levou à distribuição vertical de funções, de modo a destinar a maior parcela de terra para o paisagismo e despender menos terreno para a construção", destaca Almassian.

Como uma escultura

Pintados de branco e em linhas puras e angulosas, os três blocos se sobressaem ao cenário árido. Por causa da disposição irregular, o telhado do volume mais baixo é o terraço do próximo. Uma saída inteligente para maximizar o espaço ao ar livre no terreno modesto.

Outro recurso para racionalizar a ocupação do lote foi proteger as áreas externas e o interior da intensa incidência solar com uma espécie de beiral criado pelas arestas da cobertura em ângulo. Nos interiores, também majoritariamente brancos, a madeira clara do piso, móveis e alguns revestimentos transmite a sensação de aconchego e permite que o panorama montanhoso invada os cômodos sem criar obstáculos visuais.

Ficha técnica

Casa Mosha, Teerã, Irã

Projeto de New Wave Architecture

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 120 m²
  • Área Construída 260 m²
  • Início do Projeto 2009
  • Conclusão da Obra 2016
  • Projeto New Wave Architecture
  • Equipe Lida Almassian e Shahin Heidari
  • Colaboradores Maryam Amanpour, Sheida Ghotbi, Soheila Zahedi, Ilnaz Ashayeri, Elnaz Shokravi e Fatemeh Honarbakhsh
  • Projeto de Arquitetura Lida Almassian e Shahin Heidari
  • Projeto Estrutural - Concreto Yaghoub Abedpour
Topo