Últimas de Estilo de vida

Pé-direito generoso e móveis multiuso promovem o conforto em apê com 45 m²

Ledy Valporto Leal

Do UOL, em São Paulo

“Quando o amor for tudo o que restar, então, aí teremos tudo”, avisa um recado no pequeno quadro-negro colocado sobre o móvel da sala de estar pelo jovem casal de moradores do Apê Cobre e Blue, situado no bairro do Campo Belo, em São Paulo (SP). O amor, assim como as texturas contrastantes, da harmonia e da personalização dos espaços, faz parte da receita desta "casinha", cuja reforma leva a assinatura do escritório Casa 100 Arquitetura.

Porém, o arquiteto José Guilherme Carceles, do Casa 100, atribui o êxito do projeto a mais um fator (talvez o principal): a distribuição racional dos espaços aliada à escolha acertada de materiais. “Gostamos muito de trabalhar com elementos simples como concreto, ladrilhos cerâmicos baratos e tubos de cobre”.

Com 45 m², o apê foi entregue pela construtora sem paredes divisórias, o que facilitou a integração dos ambientes sociais com a cozinha. “Apenas trocamos os revestimentos do primeiro pavimento”, afirma o autor do projeto. É o caso da remoção do forro da cozinha, deixando a laje aparente para combinar com as paredes em tecnocimento.

Outra providência foi a colocação de canos de cobre para o fechamento da escada, um guarda-corpo incomum: “São tubos de hidráulica, baratíssimos. E, no entanto, são os elementos mais instigantes do projeto”, diz o arquiteto. Para se alinhar ao material de baixo custo e inusitado, optou-se por luminárias pendentes de bronze sobre a mesa de jantar que divide espaço com a cozinha.

Dois andares e muitos encaixes

O pé-direito duplo do estar/ home theater, com 5,8 m, corresponde ao vazio deixado pelo mezanino que abriga o dormitório do casal. Neste ambiente, foi executada a única demolição: a do guarda-corpo de alvenaria,  substituído por uma chapa metálica revestida de freijó, que ficou em balanço sobre o vão e virou uma bancada que acomoda o home-office. 

As cores ganharam espaço frente ao dominante cinza que colore o concreto aparente e as paredes de tecnocimento. O azul compõe os armários da cozinha e está presente na parte inferior da parede do dormitório, fazendo o papel de cabeceira, e no banheiro da suíte no gabinete e nos azulejos decorados e antigos.

Por fim, a área muito reduzida do Apê Cobre Blue foi aproveitada pelo uso de móveis de marcenaria planejada e multiuso, que valorizam os espaços e reafirmam o estilo contemporâneo de viver dos moradores. Talvez, o melhor exemplo seja a mesa de jantar, que se configura como uma caixa ao “engolir” quatro amplas cadeiras de madeira clara com entalhes nos espaldares que lembram puxadores.

Ficha técnica

Apê Cobre Blue, São Paulo (SP)

Projeto de Casa 100 Arquitetura

Detalhes do projeto
  • Área Construída 45 m²
  • Conclusão da Obra 2014
  • Projeto Casa 100 Arquitetura
  • Equipe Diogo Luz e José Guilherme Carceles
  • Projeto de Arquitetura Casa 100 Arquitetura (reforma)
  • Projeto de Decoração Casa 100 Arquitetura
Topo