Casa e decoração

'Quarto e cozinha' que sobreviveu à guerra vira apê completo com 21 m²

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

Originalmente, quem morasse neste edifício do início do século 20, em Berlim, precisaria usar um banheiro comunitário do prédio, externo às unidades. Anos mais tarde, as reformas começariam: um dos moradores, por exemplo, abriu mão da cozinha, que foi transformada em banho com toalete, usando os antigos pontos de hidráulica.

Para a obra que foi finalizada em março deste ano, porém, a ideia era criar um apê completo com quarto, sala, cozinha e banheiro na metragem que não ultrapassava os 21 m². Assim, o projeto para reforma deste imóvel no distrito de Moabit incorporou não só o desafio de modernizar as dependências que sobreviveram à destruição na Segunda Guerra Mundial, como também repensar suas funções, aliando-as a alguns elementos históricos da velha construção em estilo Art Nouveau.

Alto e encaixado

A grande sorte dos arquitetos dos escritórios Spamroom e Johnpaulcoss foi a existência do extenso pé-direito, que possibilitou o aproveitamento vertical dos espaços, “empilhando” funções. A altura permitiu erguer armários generosos na sala e na cozinha, um guarda-roupa e, até, a cama, pensada para o mezanino metálico que liberou espaço para a criação da área de estar.

Se antes havia dois dormitórios muito pequenos e separados por uma parede, agora tudo está integrado e a única divisória existente é a porta de correr que dá acesso ao banheiro, a partir do corredor de entrada. 

O banheiro, aliás, é o elemento estratégico da obra: em uma caixa metálica central, ele ‘limita’ corredor de acesso, living e cozinha. Encaixado, o banheiro não atinge a altura total do pé-direito e, em parte sobre ele, o mezanino acomoda o dormitório.

Este vão sobre a cobertura do banheiro possibilitou, ainda, a instalação de uma claraboia que distribui (para o interior do quase-cubículo) a luz que entra pelos janelões da cozinha. Porém, a ventilação é artificial, através de exaustores. 

Compartilhe o encanamento

Do lado de "fora", a cozinha, apesar de muito reduzida, tinha de abrigar itens básicos como pia e fogão. Tudo foi embutido na marcenaria, cuja altura se limita à da caixa metálica do banheiro. A "sacada" do projeto está exatamente em centralizar e compartilhar as instalações hidráulicas.

“O objetivo era transformar o apartamento com ‘layout’ desconfortável, desproporcional e transitório em um espaço de luz, bem estruturado e com sobreposição de funções , dentro dos limites de um quarto individual”, afirma Paola Bagna, arquiteta da Spamroom.  O microapê é um bom modelo para a reestruturação de espaços apertados (mesmo os novos), cada vez mais comuns em nossas cidades.

Ficha técnica

Microapê em Berlim, Berlim, Alemanha

Projeto de Spamroom + Johnpaulcoss

Detalhes do projeto
  • Conclusão da Obra março/ 2015
  • Projeto Spamroom + Johnpaulcoss
  • Projeto de Arquitetura Spamroom + Johnpaulcoss
  • Projeto Estrutural - Aço Noé Metal+Design
  • Construção Inhouse Berlin
Topo