Casas

Reforma cria casa com fachada recortada e terraços em níveis

Vinícius Abbate

Do UOL, em São Paulo

O projeto arquitetônico da Casa dos Pátios, localizada na Vila Madalena, em São Paulo, foi feito a partir de um imóvel já existente, com uma reformulação do desenho da área construída, a pedido do novo proprietário. Da supressão de algumas lajes surgiram os pátios e uma sala com pé-direito duplo que são os destaques da reforma. Com três níveis de piso, os ambientes sociais da casa - que ficavam localizados no nível da rua - foram transportados para o pavimento do jardim (ou inferior), que antes abrigava apenas as áreas de serviço. Ali também está a sala de estar, que por sua vez, foi transferida para o espaço antes dedicado à garagem. 
 
O projeto proporcionou um visual único à residência: a nova fachada é toda perfurada por aberturas, que garantem belas vistas para o jardim externo, para quem está dentro da casa, ou ensaia “highlights” dos pátios e salas para os que observam a casa de fora. A luminosidade dos interiores é garantida por dois pátios recortados nas alturas dos pavimentos intermediário e superior e que detém grandes janelas e claraboias instaladas em pontos específicos. A casa - onde moram um casal e seus dois filhos - possui três suítes. Na sala, a altura do pé direito é de seis metros e, nos demais ambientes, a dimensão atinge 2,5 m.
 
Um exercício de arte
 
 Segundo diz a arquiteta Marina Acayaba, do escritório AR Arquitetos responsável pela obra, o projeto Casa dos Pátios é resultado de um exercício de reorganização dos espaços, por meio de recortes e supressões na volumetria existente.  
 
“Tomamos como inspiração os “Building Cuts”, do [artista e arquiteto norte-americano] Gordon Matta-Clark, [que na década de 1970, fez uma série de trabalhos em edifícios abandonados, nos quais removia partes do piso, do teto e das paredes dos andares, a fim de questionar a memória histórica e promover debates sobre a ressignificação dos espaços], e os “Skyspaces”, de James Turrel [também na década de 1970, esse artista plástico norte-americano iniciou a série na qual espaços fechados eram abertos para o céu, por meio de um recorte no telhado/cobertura]”, explica.  
 
O imóvel original, um prisma retangular de 22 m x 7 m x 9 m, foi mantido e visto como um sólido a ser escavado. Das lajes removidas resultaram as variações na altura do pé-direito, volumetrias livres e os pátios internos. Elementos estruturais e balizadores da nova organização do projeto, os terraços geram espaços de descompressão para as áreas íntimas, propondo recortes de céu (“skyspaces”), que criam uma camada intermediária na transição entre interior e exterior (“building cuts”).  
 
O redesenho das circulações, aliado às variações de níveis e pés-direitos, gera percursos com enquadramentos visuais diversos e uma aparente aleatoriedade da fachada/ ambientes quando vistos do exterior. Tal variação de alturas determinou ainda o piso intermediário, um mezanino com espaço generoso para abrigar uma sala de leitura, o escritório e um lavabo.   
 
Detalhes decorativos
 
A decoração da sala de estar é feita com móveis do Estúdio Bola e uma luminária Fork (de piso), da Lumini. Para tornar o ambiente mais confortável, há uma lareira “encaixada” entre dois “rasgos” que deixam ver o jardim. O local tem a iluminação natural reforçada pela janela no canto superior direito e saída direta para o jardim externo.  
 
O quarto de casal, no piso superior, possui portas de correr que dão acesso para um dos pátios. O piso é feito de assoalho de perobinha, assim como a estante com oito metros de comprimento. Espartana, a decoração da residência chega à mais concisa composição nos 30 m² da sala de leitura onde estão, apenas, uma poltrona Shell, do Estúdio Bola, e uma luminária de piso Rock, da Lumini.

Ficha técnica

Casa dos Pátios, Vila Madalena, São Paulo (SP)

Projeto de AR Arquitetos

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 514 m²
  • Área Construída 408 m²
  • Início do Projeto 2010
  • Conclusão da Obra 2012
  • Projeto AR Arquitetos
  • Equipe Juan Pablo Rosenberg e Marina Acayaba
  • Colaboradores Paloma Delgado, Kiti Vieira, João Chiavoni e Marina Portolano
  • Projeto de Paisagismo João Fausto Maule
  • Projeto Estrutural - Concreto Reyolando Brasil
  • Construção Calegari Robusti
  • Projeto de Instalações Elétricas PKM Tecnologia
Topo