Casa e decoração

Reforma em apê com 70 m² garante manutenção fácil e uso flexível

Silvana Maria Rosso

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Com 70 m², o apartamento na Bela Vista, em São Paulo, mantinha o "layout" original, de 1967: o acesso se dava por um corredor, a cozinha era fechada e as duas suítes ligavam-se por um pequeno hall. O piso era revestido com carpete de madeira e os banheiros tinham azulejos em toda a volta.

Hoje a residência abriga um jovem casal que recebe muitos amigos e, às vezes, os hospeda e o antigo desenho compartimentado não atendia suas necessidades. "Os moradores queriam expandir os espaços. Além disso, a dona da casa adora cozinhar e se sentia isolada na cozinha", conta a arquiteta Nathália Favaro, do escritório Vitrô Arquitetura, responsável pela reforma.

Flexibilidade garantida

O projeto de repaginação eliminou algumas paredes e reposicionou o banheiro de hóspedes. O resultado foi uma área social integrada à cozinha com sala em L, que pode ser segmentada em quarto de hóspedes quando necessário. Uma das soluções foi otimizar o corredor de entrada, agora ocupado por um balcão onde a chef e as visitas conseguem dividir o espaço.

“A intervenção usou os mesmos elementos limitantes para integrar os espaços. Assim, o pilar que impede a total abertura da cozinha para a sala é a base para o alinhamento do balcão e da bancada”, explica Favaro.

Outra iniciativa foi a organização espacial planejada a partir do eixo da parede existente da suíte até a cozinha. “A alvenaria que antes dividia a área social da íntima foi reconfigurada com uma grande abertura e a instalação de uma porta camarão”, descreve a arquiteta. Quando fechada, ela delimita o segundo dormitório e aberta, promove o incremento de iluminação e ventilação naturais.

O banheiro do quarto de hóspedes, que antes ficava entre a cozinha e a sala, agora ocupa uma parte da área da lavanderia, liberando espaço para o novo acesso à cozinha.

Facilidade de manutenção

A praticidade foi item crucial na escolha dos materiais de revestimento, sem deixar de lado o conforto e a estética: pastilha de vidro nas paredes, porcelanato no piso dos banheiros e da varanda, granito no chão da cozinha e réguas de madeira (cumaru) nas áreas íntimas e sociais.

A marcenaria neutra acompanha a simplicidade dos acabamentos. Feita em compensado naval com topos aparentes revestidos de laminado no padrão branco polar, os móveis primam pela facilidade na limpeza.

Ficha técnica

Apartamento Ribeirão, São Paulo (SP)

Projeto de Vitrô Arquitetura

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 70 m²
  • Início do Projeto 2013
  • Conclusão da Obra 2014
  • Projeto Vitrô Arquitetura
  • Equipe Nathália Favaro e Sarah Mota Prado
  • Projeto de Arquitetura Vitrô Arquitetura
  • Projeto de Decoração Nathália Favaro e Sarah Mota Prado
  • Projeto Luminotécnico Reka
Topo