Casamento

Comportamento de Kate Middleton gera polêmica na mídia britânica

ALASTAIR GRANT/AFP/WPA POOL
Kate Middleton arruma o cabelo durante visita ao Witton County Park, em Darwen (11/4/2011) imagem: ALASTAIR GRANT/AFP/WPA POOL

Desde o anúncio do noivado do príncipe William e de Kate Middleton, o casamento real têm sido um dos assuntos mais discutidos na Grã-Bretanha.

Tanto tabloides como jornais mais tradicionais têm dedicado muitas páginas a histórias que tratam desde supostos episódios de bullying sofridos pela futura princesa na escola à redução do anel de noivado, porque Kate estaria magra demais - dois números abaixo de seu tamanho normal, segundo "especialistas".

A suposta perda de peso nas semanas anteriores ao casamento levou a especulação sobre possíveis dietas que ela estaria seguindo, mas editores especializados em realeza garantem que não se trata de nada além de ansiedade pré-casamento.

"Provavelmente, o que está causando a perda de peso é a adrenalina. Acho que ela está muito nervosa", disse a editora da revista "Majesty," Ingrid Seward, ao "The Mirror".

Setores da mídia também fizeram comparações com a princesa Diana, que sofreu distúrbios alimentares.
Em uma carta aberta à futura princesa, Amanda Platell, do Daily Mail, escreveu: "Seu corpo normal, saudável, atlético e flexível - aquele que chamou a atenção do príncipe William quando você usou aquele vestido transparente na universidade - quase desapareceu, assim como as suas curvas".

Estilo de meia-idade?
As roupas que Kate Middleton decide usar, tanto em seu dia-a-dia como em compromissos oficiais, também são alvo de avaliações minuciosas por parte dos jornais britânicos. Enquanto alguns elogiam as escolhas e especulam se ela vai se tornar um ícone de estilo no país, outros a acusam de ser conservadora demais.

"Duas semanas antes do casamento, Kate Middleton começou a usar roupas que nenhuma mulher normal na casa dos 20 consideraria. (...) Middleton já adotou o uniforme de uma geração mais velha", escreveu a colunista do "Independent" Joan Smith.

O modelo que gerou os comentários foi o tailleur azul escuro usado em seu último compromisso oficial antes do casamento, na segunda-feira.

"Enquanto muitas mulhers de 29 anos se pareceriam com uma aeromoça com uma roupa igual, Middleton pode se consolar em saber que ela tem a rara capacidade de ficar linda vestindo quase qualquer coisa", escreveu Olivia Bergin, do "Telegraph".

Sob os holofotes
Os elogios e o tom respeitoso em relação a Kate Middleton podem ser vistos em quase toda a mídia britânica, mas há quem acredite que ela precisa de um pouco mais de ousadia.

Para Joan Smith, "como a mãe de seu futuro marido, Middleton deveria ser uma brisa de ar fresco, uma influência modernizadora para os enfadonhos Windsor", mas em vez disso ela estaria recebendo conselhos para que não brilhe mais que William e que tente produzir um herdeiro o quanto antes.

A colunista também critica - como fizeram outros jornais - a suposta falta de ambição de Kate Middleton, que teria desistido de se dedicar a uma carreira para esperar o casamento com o príncipe.

"Em 15 dias, Kate Middleton não existirá mais, substituída por alguém que não pode sequer manter seu primeiro nome (Ela agora deve ser chamada de Catherine). Em condições tão peculiares, sua repaginação de meia-idade e sua perda de peso começam a parecer uma metáfora: é um clássico exemplo da síndrome de desaparecimento da noiva real", diz Smith no "Independent".

Topo