Casamento

Casamento real será marcado por um forte protocolo

Clarence House/handout/Reuters
Capa do programa oficial do casamento do príncipe William e Kate Middleton, que será colocado à venda no dia do casamento real (19/4/2011) imagem: Clarence House/handout/Reuters

Londres, 25 abr (EFE).- O casamento do príncipe William e Kate Middleton começará às 11h locais (7h de Brasília) na Abadia de Westminster, durará uma hora e quinze minutos e, em seguida, os dois percorrerão em uma carruagem um trecho que vai do centro de Londres ao Palácio de Buckingham, de onde vão acenar para o público.

O rígido protocolo será uma das principais características do casamento real, com a chegada à igreja às 8h (horário local) dos primeiros 1,9 mil convidados, denominados pela organização do evento como "congregação principal". Em seguida, entrarão os chefes de Estado e de governo estrangeiros e os membros das famílias reais, que devem chegar às 10h.

Como manda o protocolo, o noivo e os outros membros da família real britânica, com a rainha Elizabeth II à frente, serão os últimos a entrar no local da cerimônia, minutos antes da chegada da noiva, marcada para às 11h. Será então que, finalmente, os 2 bilhões de expectadores de todo o mundo que deverão assistir ao casamento pela televisão terão a oportunidade de ver o vestido de Kate, que é mantido em sigilo.

O jornal "The Daily Telegraph" informou recentemente que Kate encomendou três vestidos diferentes para garantir a surpresa no dia 29 de abril.

A noiva irá à Abadia de Westminster em uma limusine Rolls-Royce, a mesma que o príncipe Charles e sua esposa Camilla utilizaram quando foram atacados durante os protestos estudantis de dezembro do ano passado e que foi restaurada nos últimos meses.

De cor preta e grená, o Rolls-Royce Phantom VI, um presente da montadora de carros de luxo à casa real em 1977 e que é mais conhecido como o "Rolls-Royce One", tem o teto e a parte traseira de vidro, o que permitirá ao público ver o vestido da noiva.

Foi Kate quem decidiu ser levada até a igreja de carro, quebrando a tradição mantida até agora de utilizar uma carruagem, com o objetivo de oferecer uma imagem moderna do casamento.

Michael Middleton, pai de Kate, acompanhará sua filha ao altar, onde ela será esperada pelo príncipe William, junto ao deão da Abadia de Westminster, John Hall; o arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, e o bispo de Londres, Richard Chartres, encarregados da cerimônia.

O deão dirigirá o ofício religioso, o bispo lerá a homilia e o arcebispo de Canterbury declarará William e Kate oficialmente como casados.

O bispo de Londres é amigo do príncipe Charles e conhece o príncipe William há anos. Ele foi o encarregado de oficiar o funeral de Lady Di em 1997.

A dama de honra será Philippa Middleton - mais conhecida como Pippa -, irmã da noiva, e o padrinho o príncipe Harry, o irmão do noivo. Haverá ainda seis pajens, com idades entre três e dez anos, escolhidos entre filhos e netos da família e de amigos.

Escolhidos pelo casal estarão, por exemplo, lady Louise Windsor, de sete anos e prima do príncipe; Eliza Lopes, de três anos e neta da duquesa da Cornualha; dois afilhados do noivo, Grace Van Cutsem, de três anos, e Tom Pettifer, de oito anos, e Billy Lowther, de dez anos e filho do secretário particular de William e Harry.

O papel deles é ficar com a noiva durante a manhã do casamento, acompanhá-la até o altar e seguir os recém-casados em sua saída da igreja. Depois, eles subirão nas carruagens que os levarão até o Palácio de Buckingham.

O trajeto até o palácio inclui as ruas do centro de Londres e os recém-casados devem utilizar a carruagem 1902 State Landau.

A State Landau é a mesma carruagem que o príncipe Charles e Lady Di utilizaram no percurso que fizeram entre a Catedral de St Paul e o palácio no dia de seu casamento, em 29 de julho de 1981.

No entanto, o passeio na 1902 State Landau dependerá do clima. Se chover, o casal irá para o palácio no Glass Coach, construído em 1881, que levou Lady Di à igreja no dia de seu casamento.

Às 13h25 está prevista a aparição de William, Kate e de suas famílias no balcão do palácio de Buckingham, onde se espera outro grande momento do dia: o beijo do casal.

Depois será realizado o bufê a convite da rainha, do qual só participarão 650 convidados e, de noite, haverá um jantar e uma festa oferecidos pelo príncipe Charles para 300 pessoas.

O bolo do casamento ficou por conta de Fiona Cairns, que criou uma torta de frutas de vários andares, decorada com glacê e flores tradicionais britânicas.

A isso se somará um pedido especial do príncipe William, que pediu uma torta de biscoitos e chocolate, cuja receita é tradicional na família real britânica.

Topo