Casamento

Casamento caipira é opção para noivas que querem casar em junho

MAYARA ALVES

Colaboração para o UOL

O mês de junho é marcado por algumas datas e comemorações tradicionais. Por isso, para as noivas que acreditam no mês dos namorados, botam fé em Santo Antônio e querem fazer uma festa divertida, o casamento junino – ou casamento caipira, como também é conhecido – é uma ótima opção. “Para pensar em um casamento temático desse estilo é necessário descontração do casal e das famílias. É essencial ter muita personalidade e atitude”, comenta Norma Marques, assessora de eventos e cerimoniais.

O casamento de mentirinha, já tradicional nas quadrilhas das festas juninas, pode virar de verdade, sim, com direito a juiz de paz e tudo. Segundo a assessora Renata Trigueiros, do Casório Perfeito, não se pode esquecer que, por ser um casamento de verdade, tudo o que for colocado para caracterizar o tema junino, como estampas xadrez, deve ser usado com cuidado, sem exagero e com muito bom gosto. “A dica é colocar esses elementos nos detalhes, como no bem-casado, nos guardanapos e em itens delicados da decoração”, completa.

Na hora de escolher onde fazer a festa, a assessora de casamentos Juliana Tavares, do Abc Assessoria e Cerimonial,diz que “todos os espaços podem ser adaptados com a decoração. Mas, sem dúvida alguma, o legal é entrar no clima e fazer a festa num sítio, que fica mais característico”. À noite, o casal pode optar ainda por uma grande fogueira e fazer várias brincadeiras típicas com os convidados, inclusive a clássica quadrilha.

No quesito figurino, Juliana Tavares aconselha os noivos a optar pelo tradicional, mas com alguma característica caipira. “O noivo pode usar o clássico terno e gravata, mas com uma camisa xadrez. Já a noiva, pode usar um vestido sem brilhos e de tecido leve, e abusar das rendas. Fica lindo!”, acredita.

Para quem gostou da ideia mas não é tão radical, pode optar por uma festa tradicional, mas com algumas referências juninas. “Por exemplo, fazer um ‘cantinho da roça’ ou ‘cantinho mineiro’, com uma mesa cheia de guloseimas típicas, como maçã do amor, espetos doces, paçocas e outras guloseimas”, indica Norma.

O importante, mesmo, é se divertir. E como organizações de casamentos não saem da noite para o dia, aproveite as dicas e a inspiração e, quem sabe seu casamento não possa ser junino no ano que vem?

Topo