Casamento

Com tradição mundial, marcas espanholas fazem parcerias e lançam moda para noivas

LUCIANA ROCHA

Colaboração para o UOL, de Madri

O setor têxtil espanhol é integrado por 5.500 empresas, segundo dados do Centro de Información Textil y de la Confección (CITYC). A moda destinada às noivas ocupa mais de 10% deste setor, com aproximadamente 700 empresas. Entre os principais compradores de moda nupcial espanhola encontram-se países da América Latina, países árabes e do leste europeu, como Rússia e Polônia. Os vestidos de noiva são os principais protagonistas, tanto do comércio local como exterior. O fechamento da última Barcelona Bridal Week, que em maio passado celebrou sua 21ª edição, registrou mais da metade dos compradores (60%) estrangeiros.

Esta fração do mercado é bastante explorada por duas grandes marcas espanholas: Pronovias e Rosa Clará, que atuam de maneira incisiva no comércio prêt-à-porter e estão entre as líderes mundiais da moda para noivas e festas. Nem a delicada situação econômica espanhola, que caiu fortemente sobre o setor têxtil, abalou a soberania destas empresas. Para conseguir driblar a crise, as duas grifes apostaram num recurso bem conhecido dos brasileiros: oferecer parcelamento dos vestidos de noiva em até, pasmem, 24 vezes.

  • Vestido tomara-que-caia com sobressaia de renda, da coleção 2012 da espanhola Pronovias

Líder no mercado mundial

O grupo catalão Pronovias nasceu como uma pequena empresa familiar em 1964. Desde então, converteu-se na marca líder do país. Ela foi pioneira ao desenhar vestidos de noiva prêt-à-porter e ao fundar a primeira loja especializada no país. A partir dos anos 1980, a marca criou filiais na França, Itália, Reino Unido e Alemanha, e canalizou seus produtos no mercado ibero-americano. Atualmente o grupo veste noivas de 75 países, e é líder internacional do setor. Possui mais de 150 lojas e 3.800 pontos de venta ao redor do mundo.

  • Divulgação

    Vestido de um ombro volumoso, de Manuel Mota para Pronovias: a marca é líder espanhola e mundial no setor de vestidos de noiva

A equipe do diretor criativo Manuel Mota desenha anualmente aproximadamente 650 modelos distintos de trajes de noiva e festa, e mais de dois mil acessórios para todas as marcas do grupo. As coleções da Pronovias contam não somente com modelos próprios (mais acessíveis), mas também com coleções exclusivas de renomados estilistas locais como Hannibal Laguna e Miguel Palacio, e também com nomes da alta moda internacional como Elie Saab, Emmanuel Hungaro e Badgley Mischka.

Apesar dos 30 anos de idade que as separam, Rosa Clará, está hoje ao lado da Pronovias. A marca, que abriu nos últimos meses uma loja em São Paulo, já alcançou um lugar de destaque no mercado internacional. Buscando uma imagem inovadora e fugindo do estereótipo de noiva clássica, conta atualmente com lojas próprias e franquias, dispondo de mais de 1.000 pontos de venda distribuídos por todo o mundo.

Desde o início, Rosa Clará baseou sua estratégia em desenhar suas próprias coleções de moda nupcial e criar um conceito de licenciamento com outros estilistas. Esta iniciativa que, até então havia estado reservada ao setor de perfumes, iniciou-se em 1995 com a colaboração do espanhol Jesús del Pozo. Mais tarde, chegou a acordos com grandes nomes como Karl Lagerfeld e Christian Lacroix. Segundo a marca, os estilistas encarregam-se dos croquis e da padronagem, enquanto a empresa conta com a licença para fabricação e distribuição das coleções em suas lojas e franquias, que apresentam a mesma coleção por todo o mundo.

Esta dinâmica de trabalho converteu a marca numa "holding" internacional que responde atualmente por mais de 30 % do mercado nacional. Segundo a Rosa Clará, a marca não parará sua expansão internacional e tem planos, a longo prazo, de abrir uma loja no Rio de Janeiro. Para Rosa Clará, estilista dona da marca que leva seu nome, a noiva brasileira não difere da espanhola. "Cada noiva [mesmo dentro de um mesmo país] já é diferente. Para nós, todas são especiais. Mas é verdade que os costumes mudam dependendo da região. Talvez, no Brasil, as noivas gostem mais do decote tomara-que-caia, da renda e dos vestidos sereia, que ressaltam o corpo. Mas sabemos que a noiva que busca Rosa Clará gosta de seguir as tendências de moda e gosta de tecidos de boa qualidade", conta.

  • Divulgação

    Vestido rendado de Elie Saab para Pronovias

Para a estilista e empresária, o sucesso da marca deve-se à qualidade dos tecidos e ao bom corte de seus modelos. "Creio que isso, junto com o trabalho constante, nos situou como referência de marca de luxo entre as noivas da Espanha e de todo o mundo", complementa.

Tendências de moda noiva

Para 2012, as marcas e estilistas espanhóis que desfilaram suas coleções nas Passarelas Cibeles (Madri) e Gaudí (Barcelona) apresentam uma ampla gama de criações que apostam por desenhos arquitetônicos. Volume é a palavra-chave da próxima temporada. Os tecidos nobres e fluidos ganham destaque. O tule volta à cena tanto em véus como em longas saias. A cintura é marcada, e a silhueta ajusta-se algumas vezes até o quadril. Os drapeados e franzidos voltam a estar em evidência e passam a desenhar o busto, aparecendo também ao longo de todo o corpo, criando saias amplamente trabalhadas. O branco ainda é o favorito, mas ganham destaque os tons nude, prata e nacarado, principalmente nos tecidos brilhantes como a seda e o cetim.

Seguindo a linha clássica, a Pronovias, a Rosa Clará e Jesús del Pozo criaram uma infinidade de modelos com corte evasé, com saias imponentes e longas caudas em tule, organza e tafetá, com notável influência do modelo utilizado por Catherine Middleton.

Apostando nos decotes tomara-que-caia, os vestidos trazem corpos moldados por rendas chantilly e drapeados de organza ou seda, criando bustos ajustados e dobraduras. A cintura é marcada por fitas, laços, ou cintos em pedraria. O toque final majestoso aparece nos véus e mantilhas, longos ou médios, algumas vezes trabalhados em camadas.

Para noivas mais sofisticadas, as marcas investem em modelos de influência greco-romana salpicados de microcristais nas alças e na cintura. Os tecidos suaves como organza, seda e cetim ajustam-se ao corpo. Junto às transparências, os broches de pedraria destacam as zonas dos ombros, quadris e costas.

Topo