Casamento

Discurso em vídeo é o jeito mais moderno e eficaz de homenagear os noivos

Stefan/Arte UOL
Principal é não fazer nada que pegue os noivos de surpresa, pois o momento pode ser desagradável imagem: Stefan/Arte UOL

Mayara Alves

Do UOL, em São Paulo

Típico de casamentos norte-americanos e europeus, o momento do discurso dos padrinhos na festa de casamento também é opção para homenagear os noivos brasileiros. Para não errar, é preciso ficar atento a alguns detalhes, como a hora exata, o conteúdo e o tempo de discurso. Preparado?

O momento ideal
É importante pensar em quando será feito o discurso, para não atrapalhar o andamento da festa nem a diversão dos convidados. “Para evitar que o discurso seja inconveniente, o ideal é que ele seja feito logo no início da festa, após o corte simbólico do bolo e da valsa, ou logo depois do jantar, que é um momento mais tranquilo, em que o próprio DJ pode anunciar o discurso”, aconselha a assessora de casamentos Cristina Cruz.

Outra alternativa, segundo Beatriz Abissamra, da consultoria Ser Elegante, é fazer a homenagem em forma de vídeo. “É o jeito mais moderno! Assim, você pode apresentar o discurso antes ou logo em seguida da exibição do vídeo de fotos dos noivos, que é muito comum hoje em dia”, explica a especialista. Dessas duas maneiras, os convidados já estão com a atenção dedicada exclusivamente aos noivos, não havendo interrupções extras durante a festa.

Marque no relógio
O tempo de duração do discurso também é importante para não entediar os noivos nem os convidados. Segundo Beatriz, o discurso pode durar no máximo quatro minutos. Para aqueles que derem preferência por apresentar o discurso em vídeo, esse é um problema facilmente resolvido com a edição do conteúdo. Para os feitos ao vivo, na hora do casamento, uma das opções é pedir para alguma pessoa próxima fazer algum sinal a quem está discursando, avisando que o tempo acabou.

Cinco passos para fazer um discurso de sucesso

- Antes da festa, pergunte se os noivos realmente querem que seja feito um discurso para homenageá-los;
- Proponha um discurso em vídeo;
- O discurso deve ter, no máximo, quatro minutos de duração;

- Se prepare com antecedência. É comum se esquecer de trechos por causa do nervosismo; 

- Escolha o momento certo de fazer o discurso para não atrapalhar o andamento da festa.


Segundo Cristina, há um outro ponto que merece atenção. “Deve-se ter em mente que, se um padrinho teve a ideia de fazer um discurso, outro padrinho pode ter a mesma também. Por isso, é preciso combinar antes da cerimônia como tudo acontecerá, para não haver vários padrinhos falando um atrás do outro e deixando o momento cansativo para os convidados”, alerta. O ideal é que, no máximo, dois padrinhos sejam porta-voz, familiares mais próximos, como pais e irmãos, também podem participar.

O que falar?
Decidir o texto certo para o discurso também não é tarefa fácil. “Comece lembrando o dia em que os noivos se conheceram, fale um pouco de cada noivo, mostre a satisfação de terem sido escolhidos para esse momento tão importante e finalize com desejos de felicidade ao casal”, descreve Beatriz Abissamra. Para ela, com essa fórmula, não tem erro. E Cristina lembra: “é importante sempre falar coisas positivas, nada constrangedor ou negativo”.

Se preparar com antecedência também é preciso. “O discurso já deve estar bem pensado antes da cerimônia. O padrinho pode ler ou apenas fazer anotações para não se perder na hora de falar, pois esquecimentos são muito comuns de acontecerem”, conta Cristina. Segundo ela, até é possível fazer um discurso de improviso, mas não é recomendável, já que muitas vezes eles não saem muito bons. Apenas pessoas que já estão acostumadas a falar em público podem se arriscar. Até porque, dependendo do momento da festa em que o discurso acontecer, o álcool pode ser um dos agravantes para não sair como imaginado.

Evite as surpresas
Para Cristina Cruz, o principal é não fazer nada que pegue os noivos de surpresa, pois muitas vezes o momento pode ser desagradável. “O ideal é que os noivos ouçam antes de qualquer coisa ser apresentada aos convidados. Se isso não for possível, ao menos pergunte a eles se desejam discurso dos padrinhos ou não. Afinal, eles são os ‘soberanos’ da festa”, aconselha a especialista.

Para o crítico de arte e professor universitário Tiago Mesquita, de 34, anos, a surpresa foi bem-vinda. Ele foi padrinho do casamento de seu irmão gêmeo, em 2011, e fez um discurso, de surpresa, ao lado da madrinha aos noivos. Apenas os outros padrinhos estavam cientes. “Preparei um texto preliminar, que serviu apenas para organizar as ideias. Era algo bem próximo a um esquema de aula ou palestra, mas mais legal”, explica Mesquita.

O discurso foi feito logo após a cerimônia civil e tinha em seu conteúdo história dos noivos e aspectos da vida deles juntos. “Foi tudo muito descontraído. Eu quis que a forma fosse a mais leve e divertida possível. Era mais um discurso de comemoração. Foi muito legal poder expressar as felicitações em público. Foi a maneira que eu arranjei para comemorar a felicidade de duas pessoas que gosto muito”, conta o padrinho. Para finalizar, Tiago dá um conselho: “O importante é ficar tranquilo. Tome o momento menos como uma solenidade e mais como uma conversa entre pessoas que torcem pelo mesmo que você: a felicidade do casal”.

Topo