Casamento

Noivas famosas optam por dois vestidos para ter look sóbrio na cerimônia e despojado na festa

Foto Rio News/Twitter Reprodução
Mirella Santos usa vestido tradicional na igreja e, na festa, opta por modelo mais confotável imagem: Foto Rio News/Twitter Reprodução

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

Para as noivas, a escolha do vestido é uma das etapas mais importantes do casamento. Afinal, além de impressionar, elas desejam estar perfeitas no "grande dia” da vida delas. No entanto, a decisão envolve muitas indecisões, pois é necessário levar em conta se a peça será adequada para a cerimônia e para a festa, por exemplo. Para acertar em cheio, noivas estão optando por dois vestidos de casamento, assim como fizeram as famosas Mirella Santos e Danielle Souza, mais conhecida como Mulher Samambaia.

A loira usou dois vestidos completamente diferentes para se casar com Wellington Muniz, o humorista Ceará, do programa “Pânico na Band”. "A ideia surgiu naturalmente, durante as provas de roupa do meu vestido principal, assinado pelo estilista Lucas Anderi.  Percebi que eu ia passar muito calor usando um longo rendado , com cauda e véu longos", conta Mirella.

Disposta a não abrir mão do sonho de ser uma noiva tradicional, Mirella conversou com o estilista e, juntos, resolveram investir em uma segunda opcão, um vestido da grife Rosa Clará, com ajustes de Anderi. "Escolhi um modelo da Rosa Clará, que foi adaptado pelo Lucas, para eu curtir a minha festa. Ele colocou alcinhas para sustentar o longo e uma fenda para deixar ainda mais bonito", explica.

O primeiro vestido, Mirella usou durante a cerimônia religiosa e para fazer as fotos com o noivo e os convidados da festa. Depois, trocou pela segunda peça, para dançar à vontade e ainda ficar com o visual de noiva. No caso de Mirella, a cerimônia e a festa aconteceram no mesmo lugar, no Espaço La Luna, na capital paulista. Assim, a troca de vestidos foi fácil e durou poucos minutos.

"Na hora de dançar, escolhi trocar de vestido, então a equipe de apoio me acompanhou até um espaço reservado. Não tomei banho para não perder tempo e só pedi para retocarem a minha maquiagem e meu penteado", afirma a loira, que contou com a produção do cabeleireiro Marco Antônio de Biaggi. Realizada, ela ainda garante que vale a pena gastar um pouco mais para ficar confortável durante toda a comemoração.

Um vestido, dois looks
Se quiser curtir a festa mais à vontade e for casar em uma igreja bem tradicional, daquelas que exige que noiva esteja com o colo coberto, saiba que não é essencial encomendar dois vestidos, já que muitos estilistas estão criando peças destacáveis. Ao contrário de Mirella, a estilista Emannuele Junqueira, conhecida por assinar modelos de noiva românticos e para famosas como a cantora Sandy Leah, aponta que prefere assumir o grande desafio de unir conforto e elegância no mesmo vestido. "Não acredito que as noivas sustentem dois vestidos por muito tempo, é modismo, passa", completa.

A dica de Emannuelle para quem sonha com mais de um vestido é escolher um modelo "dois em um", também conhecido como destacável. A sugestão dela seria fazer um curto, mas com uma saia bem rica e longa por cima. "É prático e não parece o mesmo vestido. Assim, a noiva assume uma peça inteligente e de design", afirma. A estilista também lembra que, muitas vezes, pode ocorrer um almoço especial no dia seguinte da festa e esta sim seria uma ótima oportunidade para quem sonha com mais um look.

Bibi Barcellos, estilista de noivas conhecida por seu ateliê localizado em Higienópolis, bairro nobre de São Paulo, também gosta da ideia dos destacáveis. "Prefiro um vestido destacável, porque ele é prático e surpreende os convidados", conta. Ela também explica que o visual da noiva precisa trazer os elementos de um momento para o outro e deve "funcionar" tanto para a cerimônia como para a festa.

  • IRIT Fotografia Criativa

    Estilista Bibi Barcellos mostra os seus vestidos destacáveis na passarela do 3º Bride Style

Fã assumida dos vestidos destacáveis, Bibi indicou algumas opcões que costumam fazer sucesso em seu ateliê. "Independentemente da temperatura, eu acho legal um tubinho curto, com saia de tule por cima. Na hora da festa, é só tirar o volume do tule e pronto. Outra alternativa é cobrir os ombros com alças largas em renda, que podem ser retiradas se a noiva sentir calor ao dançar", diz.

Para a noiva que deseja um vestido tradicional, Bibi ainda explica que é possível usar uma cauda longa destacável. A peça fica presa ao vestido com pequenos imãs, que são costurados no tecido e ficam muito bem escondidos. "Já fiz caudas super longas. A noiva usa no altar e, depois, tira para a festa. É simples e isso surpreende os convidados que ficam sem imaginar como ela mudou de visual tão rápido." Para finalizar, a estilista faz questão de garantir: “o mesmo vestido usado na cerimônia religiosa consegue, sim, ir para a festa e fazer bonito”.

Topo