Casamento

Inspirações juninas dão um toque de descontração ao bufê de casamento

Jéssica Kibrit

Do UOL, em São Paulo

Junho é o mês das bandeirinhas, pamonha, quadrilha e da camisa xadrez, mas também pode ser uma ótima época para os noivos que estão em busca de um casamento diferente dos tradicionais, já que eles podem se inspirar no clima junino para inovar e dar um toque especial ao bufê. A celebração pode contar com influências que vão da decoração ao cardápio, passando por docinhos, bolos e pratos salgados. 

Apesar de a ideia dar um tom de exclusividade à festa, é preciso tomar cuidado para não cometer exageros e acabar descaracterizando o casamento, que já é um tema por si só. Para Renata Trigueiros, assessora da empresa Casório Perfeito, o grande segredo é saber os limites. “Não podemos esquecer que um casamento junino é um casamento de verdade, então tudo o que for colocado para caracterizá-lo, como tecidos com estampas xadrez ou de chita, deve ser usado com cuidado, sem exageros e com muito bom gosto”, explica. 

O que servir?
Morena Leite, a chef do restaurante e bufê Capim Santo, que segue influências brasileiras, sugere um menu com inspirações juninas, mas com muita delicadeza. “Acho que alguns ingredientes podem fazer a diferença neste tipo de cardápio. Para a entrada, sugiro polenta branca com queijo canastra da serra. O prato principal pode ser um fricassê de galinha caipira com farofa de pinhão, que é um ingrediente típico da ocasião. E, para fechar, uma sobremesa que faz sucesso e se encaixa bem é o petit gateau de coco com baba de moça”, dá a dica.

Caracterizar os pratos onde a comida será servida também pode ser uma ideia divertida. “O menu pode ser servido em panelinhas e cumbuquinhas com detalhes em bambu e palhas naturais”, conta Morena. Para a assessora Renata, o segredo está nos detalhes a serem explorados. “Colocar elementos como bem-casados embalados em tecido de chita e usar guardanapos do mesmo tecido ou com estampa xadrez fazem a diferença”, diz. 

Detalhes doces
Para a chef confeiteira Otavia Sommavilla, o bolo de casamento também pode ter brincadeiras, seja no formato ou até mesmo no sabor. “Acho o tema junino bem legal, porque ele é descontraído. Sugiro apostar nas cores e sabores que seguem influências juninas, como fubá com amendoim”, sugere.

No cardápio das festas que tomam conta do mês de junho, os docinhos fazem ainda mais sucesso do que os salgados e podem facilmente ser adaptados para uma festa de casamento. “Você pode sofisticar um doce de abóbora, por exemplo. Ele fica chique e descontraído”, conta Otavia.


João Pedro Tinoco, chef da Parabéns Prá Você Doces, costuma usar o tema caipira como base para diversos tipos de doces. “Uma ideia é fazer cupcakes com a massa de chocolate branco, recheio bem tradicional da fazenda no sabor doce de leite, com cobertura de brigadeiro bem cremoso e paçoca polvilhada, para dar um cheiro e sabor junino. Outra opção são os quindins. Eles já são doces juninos, mas sugiro adaptá-los para o miniquindim. Assim, podemos fazer a graça da festa junina também com forminhas de acordo com o tema”, explica.

Respeitando os limites, sem exageros e lembrando que, antes de tudo, estamos falando de casamentos e não apenas de um arraial, a assessora Renata Trigueiros ressalta que o casal deve investir no tipo de festa que desejarem. “No final, o mais importante é fazer valer o sonho do casal”, finaliza. 

Topo