Casamento

Buquês feitos de pirulitos ou marshmallow são os preferidos das daminhas de honra

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

É preciso atenção na hora de escolher o buquê das daminhas de honra para não correr o risco de optar por um acessório que possa ser perigoso para as meninas. "Quando a dama de honra é uma criança, todo cuidado é pouco", diz a assessora de casamentos Judite Codazzi. Ela aconselha a remover os espinhos de flores como rosas e evitar o uso de plantas tóxicas. "Além disso, pontas perigosas podem machucar e joias presas como enfeite podem se perder", ressalta. Assim, para as daminhas, vale o conceito do menos é mais .

"Os buquês mais procurados para as daminhas são os com flores delicadas e em tons pastel. Mas, ultimamente, as noivas estão apostando no buquê do tipo ‘bolsinha’, com uma bola de flores presas por uma fita. A daminha prende essa fita no pulso e o efeito fica bem gracioso", diz Judite.

Se a escolha do modelo do buquê ficar por conta das meninas, a história muda. Recentemente, o mercado foi invadido por arranjos feitos com doces de verdade. Pirulitos, marshmallows e chocolates encabeçam a lista de docinhos que podem substituir as flores. Os modelos "comestíveis" nem sempre são mesmo para comer, por isso vale o alerta: "O  ideal é que a criança não coma o buquê", explica Judite, "esses modelos valem mais pela criatividade do que pelo aspecto comestível", completa. 

Caso seja uma exigência que a daminha possa comer os docinhos, o arranjo deve ser elaborado com cuidado, e as guloseimas devem ser colocadas por último. A parte comestível também precisa ser manuseado com luvas especiais. “Assim que estiver pronto, o arranjo será embalado e aberto apenas no momento da cerimônia. Além disso, deve ser preparado no máximo dois dias antes do casamento", alerta Fabiana Moura, proprietária da Bouquet Boutique. 

No entanto, não é só o buquê feito de docinhos que as meninas adoram. “Elas também gostam de estar próximas da realidade da noiva, então aqueles em que o florista prende algumas guloseimas com as flores --sem perder a harmonia do buquê-- é o que faz mais sucesso entre as crianças", diz a assessora Judite. 

Arranjos tradicionais
Se o buquê vai seguir a linha tradicional, com flores, elas devem ser pequenas e delicadas. Para Carla Toledo, proprietára da Reserva Floral, as flores maiores podem ser utilizadas, porém em um design especial, como uma única flor, em geral de cor clara, que remete à inocência da infância. "Mas nada impede o uso de um lindo buquê colorido em uma cerimônia no campo, por exemplo", diz Carla. Ela ressalta que é importante o estilo do buquê estar adequado ao tipo de cerimônia e ao vestido da dama, assim como a suas características pessoais, como idade e tamanho.

Suzana Ceridono, proprietária da Bothânica Paulista, alerta que é preciso tomar cuidado com flores muito perfumadas que podem causar alergia. "Vale limpar bem as flores com espinho e não usar arame para estruturar, porque pode soltar e machucar a criança. Espécies venenosas, como mamona, datura e comigo-ninguém-pode devem ser evitadas", diz.

Para acertar em cheio, vale escolher o formato mais fácil de usar. "Todo buquê de daminha acaba seguindo o modelo tradicional, de formato redondo, para que a menina possa segurar o cabo com tranquilidade. Modelos em cascata ou braçadas, por exemplo, são inviáveis para a criança por conta da proporção e da dificuldade de manuseio", diz Fabiana, da Bouquet Boutique. 

Carol Hungria, especialista em buquês feitos de tecido, prefere evitar muito brilho nos buquês das daminhas. "Mesmo o casamento sendo à noite, não é uma coisa que combina com crianças. Crianças precisam de um toque mais delicado. Para brilhar, uso, no máximo, pérolas ou um tecido acetinado", explica. 

Ainda é importante levar em conta a parte em que a criança vai segurar o buquê. "Sempre passo uma fita de cetim porque, além de ficar bonitinho, também fica mais confortável de segurar. Antigamente, os buquês vinham com uma fita verde, que é chamada fita floral, feita especialmente para o manuseio de flores, só que essa fita pode ser um pouco grudenta e incomodar a crianças, por isso a fita de cetim é a mais indicada", completa a designer floral Lana Corrêa.

Topo