Casamento

Joalheiros explicam como cuidar da aliança para mantê-la brilhando

Thinkstock
Para não perder o brilho, o ideal é que o anel seja retirado em algumas situações imagem: Thinkstock

Daniela Venerando

Do UOL, em São Paulo

É preciso tomar alguns cuidados para manter a aliança de casamento sempre brilhando, mas não vai ser difícil conseguir deixar o acessório bonito como no dia em que você o ganhou. Comece evitando algumas situações de risco: "o contato com outras joias, maçanetas de portas, alças de malas, facas, ferramentas pesadas, equipamentos de ginástica e até o volante do carro podem estragar a peça", alerta Luis Jacon, mestre em joalheria da Vivara Joias.

Para não perder o brilho, o ideal é que o anel seja retirado em algumas situações. “É melhor tirar durante a prática de esportes para evitar eventuais impactos e também durante natação, por conta do cloro. Já na limpeza diária da casa, evite o contato da peça com produtos químicos, abrasivos, esponjas e lixas que podem manchar. Remova-o também antes de aplicar a maquiagem, cremes para as mãos, protetor solar, spray de cabelo, perfume e sabonete”, diz Rosana de Moraes, gerente de marketing da joalheria Amsterdam Sauer.

Se a aliança leva alguma pedra de diamante, vale dobrar a atenção. "Loções, cremes, poluição e a própria oleosidade da pele deixam o diamante sem brilho. Além disso, como são presos por pequenas garras, eles podem se soltar se atingidos por outros materiais e superfícies rígidas",  alerta Hugo Brüner, presidente do IBGM (Conselho de Administração do Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos) e diretor da Bruner Joias e Alianças.   

Quando polir a aliança?

  • Uma vez ao ano, indicam os especialistas. Mas se não precisar, não se atente a data: ao mesmo tempo em que deixa a aliança tinindo, o procedimento desgasta o material. Diferente da limpeza, que é superficial, o polimento retira os riscos e devolve o brilho da peça com o uso de uma lixa bem fina e depois ela ainda é lustrada para reavivar o brilho. Já a limpeza pode ser feita na própria joalheria e algumas não cobram o serviço por conta da garantia eterna. "Este tipo de garantia é a melhor solução, mas não são todas as joalherias que a oferecem. Além de garantir a qualidade do material, ela cobre o polimento, troca da peça ou de alguma pedra no caso de defeito", diz Sheila Dryzun, diretora de criação da Dryzun Joalheria

Mesmo com tantos riscos, não é preciso ficar encanada. Tudo isso pode ser resolvido com uma boa limpeza, que pode ser feita em casa. Não é recomendado práticas populares como pasta de dente, bicarbonato ou algum polidor, pois não darão o efeito desejado. Abaixo, veja como limpar diferentes tipos de alianças:

Ouro
As alianças de ouro podem ser esfregadas com uma flanela ou pano macio que não solte pelos. Muitos se utilizam de uma flanelinha "mágica" facilmente encontrada em joalherias.

Ouro com diamantes
Deixe a aliança de molho por alguns minutos em uma vasilha de água morna e com um pouco de detergente neutro. Depois, use uma escova de dentes para retirar os resíduos, especialmente nas partes internas. Enxágue bem várias vezes e, em seguida, deixe secar. Para secar, use flanela ou um pano macio que não solte pelos. Também é possível ajudar com o secador de cabelos.

Ouro com pérolas
Diferente do ouro e do diamante, a fina oleosidade produzida pelo corpo aviva o lustre. Por ser muito delicada, a pérola deve ser limpa apenas com o pano seco e não pode ser lavada.

Platina
Use um pano macio que não solte pelos. No entanto, por se tratar de um metal mais duro, existe uma maior dificuldade em tirar riscos e dar brilho. O mais eficiente é levar na joalheria para polimento. 

Topo