Vestido de noiva

Peças discretas e femininas são ideias para a noiva vestir no casamento civil

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

Nem sempre o "grande dia" vai ser marcado por uma comemoração com direito a cerimônia religiosa e festa elaborada. Casais mais discretos, por exemplo, podem optar apenas por oficializar a relação com um casamento civil, realizado no cartório ou em um espaço reservado mais simples com a presença de um Juiz de paz. Se for o caso, é recomendável que a noiva adeque o visual ao lugar escolhido. No entanto, antes de abandonar o modelo dos sonhos, Elza Maria Costa, assessora especializada em casamento civil, explica que as regras básicas do casamento nas dependências de um cartório não impedem a mulher de usar trajes parecidos com o de uma cerimônia religiosa seguida por uma festa.

"O casamento civil é realizado na presença dos noivos, de um Juiz de paz, do escrevente autorizado e de duas ou mais testemunhas. Geralmente, são vetados trajes despojados demais, como bermudas e chinelos, mas é só ter bom senso para não errar. Como é um dia especial, é necessário uma produção mais elaborada. Decotes, transparências e minissaias são peças permitidas com um pouco mais de liberdade do que em uma igreja, por exemplo. O vestido de noiva cheio de pompa e acessórios, como véu e buquê, também estão liberados", diz. 

Mesmo no clima mais formal de um cartório, é possível investir no visual, mas não é uma tarefa fácil e exige alguns cuidados. Se a ideia é ser uma noiva completa, a estilista Mariana Godoy, da grife Maria Cereja, avisa que é melhor evitar modelos armados e pesados, com brilhos e detalhes fortes, porque o civil é sempre realizado durante a manhã ou à tarde e em salas e espaços pequenos. "O ideal é um visual delicado e feminino. É legal investir em modelos leves, curtos ou longos, porém sem elementos fortes como bordados exagerados ou véu comprido. Também sugiro duas peças, sendo uma linda blusa ou camisa de renda, com leve transparência no colo, e uma saia curta e moderna, marcando bem a cintura".

Justamente por causa do clima mais sério do casamento civil, Mariana também acha recomendável não pesar nas peças sexy. "Dá para ser um pouco mais sensual e usar decotes e transparências, mas é para ser sensual e não vulgar."

Referências clássicas
Para a estilista Martha Medeiros, o segredo para ser uma noiva sofisticada e elegante é resgatar elementos de um vestido tradicional para a produção mais prática do civil. "Acho um pouco complicado se vestir como uma noiva completa, mas o estilista precisa respeitar o sonho da cliente. Ela vai precisar de um visual prático. Se o vestido for muito longo, pode atrapalhar, mas curtinhos elaborados com rendas e brilhos foscos fazem bonito. Também dá para investir em peças separadas, mas é interessante buscar nelas algumas referências clássicas das noivas, como tons claros, rendas e bordados."

Se a noiva preferir um visual urbano, pode combinar uma camisa com detalhes elaborados e saias e casaquinhos. "É importante acertar nos detalhes, mas esses precisam ser femininos. Dá para usar roupas simples, vestidos de formas limpas e muita renda, mas esqueça coisas que brilham demais. Isso vale para os acessórios também. O melhor é não chamar a atenção pelo excesso e sim pela qualidade e bom gosto da composição", aconselha Martha.

Mais tradicional, Martha também não indica nada muito sexy. "Mas um ponto positivo do casamento civil é ousar em modelos de cores diferentes pois eles são mais aceitos fora do religioso. Acredito no potencial do amarelo, azul, verde e do rosa, todos em em tons claros. Uma boa dica é também vestir peças que combinem com a cor dos cabelos ou dos olhos da noiva", finaliza.

Topo