Festa e cerimônia

Festas de noivado entram para lista de prioridades dos casais

Arquivo Pessoal
Aline Alves, 24 anos, e Diogo dos Santos, 28, organizaram a festa com ajuda dos familiares imagem: Arquivo Pessoal

Mayara Alves

Do UOL, em São Paulo

Se antes as festas de noivado eram comemoradas de forma pequena, familiar e informal, hoje, elas estão se tornando um evento tão importante quanto o casamento. Com direito a jantar, festa e decoração, o evento, para os noivos, também acaba servindo de aquecimento para o “grande dia”. 

Norma Marques, consultora e assessora de eventos, percebe que esse tipo de comemoração teve um crescimento razoável nos últimos tempos. Para ela, a festa de noivado também é uma oportunidade para curtir de verdade a união, sem a adrenalina da correria do casamento. “Esse tipo de festa é prazerosa, sem formalidades, e permite ao casal fazer apenas aquilo que gostam, sem se prender a obrigações sociais”, diz a especialista.

No entanto,assim como qualquer comemoração, é preciso organização. E tudo começa pela lista de convidados, que irá definir os próximos passos. “Em seguida, o local, e, por fim, o tema da festa, pois elas têm sido feitas de maneira cada vez mais personalizada”, conta Camila Cunha, sócia da Invite Eventos.

Evento familiar
O noivado, do mesmo jeito que o casamento, também pode contar com a ajuda de profissionais, assessores e cerimonialistas. Mas, por ser um evento menor, pode tranquilamente ser organizada apenas pelo casal. “O ideal é que os noivos preparem juntos, para que a festa fique com a cara deles”, comenta Camila. Geralmente, os pais dos noivos e os padrinhos também podem ajudar na organização.

  • Arquivo Pessoal

    Recado escrito pelo casal enfeita a festa de noivado de Aline Alves e Diogo dos Santos

Assim foi na festa de noivado de Aline Alves, 24 anos, e Diogo dos Santos, 28, que aconteceu em fevereiro último, no sítio da noiva, em Pirangi, São Paulo, cidade onde ambos nasceram. O evento foi organizado pelo casal com o auxílio de toda a família.

“Um tio ajudou aqui, uma prima ali... Isso foi o que mais nos emocionou. Ver toda a nossa família mobilizada para fazer a festa acontecer”, lembra Aline. “Um detalhe bacana foi que pedi para o meu avô montar uma placa em madeira (foto ao lado), em que eu e o Diogo escrevemos à mão: ‘A partir de hoje, duas famílias começam a se tornar uma. Escolha um lugar e não um lado’. Penduramos na entrada do sítio.”



Sem formalidades
Por ser uma festa mais descontraída, esse tipo de comemoração não tem um roteiro rígido. “Alguns momentos podem ser privilegiados, sem qualquer rigidez. E o casal pode adaptar a sequência de acordo com seu estilo e de suas famílias”, comenta a consultora Norma Marques.

Mas, segundo a especialista, caso a noiva não queira ficar perdida no dia, o roteiro mais usual seria: recepcionar os convidados, convidá-los para um drink, realizar o pedido, fazer o brinde, trocar as alianças, receber os cumprimentos e, por fim, jantar. “Eles podem simular o corte de bolo, mas nada obrigatório. A partir desse momento, o casal pode entregar o ‘save the date’ aos convidados, anunciando a festa de casamento. E é importante fazer muitos registros fotográficos”, acrescenta Norma.

Abaixo, veja outros detalhes que fazem toda a diferença na organização da festa de noivado:

Lista de convidados
A vontade é grande, mas, por ser uma festa mais intimista, a lista de convidados não deve ser tão extensa. “Ela deve privilegiar os familiares mais próximos, amigos íntimos e padrinhos”, aconselha Norma. Por isso, não se preocupe em fazer alguns cortes ou em não convidar aquele primo distante. Deixe para convidá-lo apenas para o “grande dia”.

Roteiro da festa de noivado

Para facilitar a vida dos pombinhos de primeira viagem, a assessora Norma Marques propõe uma ordem para os acontecimentos da noite. Anote:
Recepção dos convidados;
Noivos oferecem drinks e aperitivos;
Noivo pede a mão da noiva;
Brinde com discurso;
Troca das alianças;
Noivos recebem cumprimentos dos convidados; e,
Por fim, é servido o jantar ou almoço e anunciada a data do casório.

Local da festa
Tradicionalmente, a festa acontece na casa da noiva. Mas isso não é uma regra. Como no noivado da Renata Sonesso, 30 anos, com o Carlos Eduardo Luis, 31, que decidiram realizá-la na própria casa do noivo. “Fizemos um churrasco com toda a família reunida, tanto a minha como a dele. Foram 25 pessoas. Queríamos concretizar o pedido de casamento e mostrar o quanto estávamos felizes e foi o melhor método para comemorar”, conta a noiva.

Mas, além do ambiente familiar, festas em restaurantes e salões têm crescido bastante e são ótimas opções, principalmente para quem não tem muito espaço em casa. “Alguns casais aproveitam a segunda-feira, em que alguns restaurantes não funcionam para o público e o fecham para a festa particular. Existe também a possibilidade de fazer a festa em salões de condomínio”, diz a assessora Norma.

Serviços
A festa pode ser feita toda de forma caseira ou com contratação de profissionais de diversas áreas, como de decoração e bufê. “Contratamos o serviço de bufê, com comida caseira e bem interiorana, e o bolo foi feito pela avó do noivo, a dona Abigail, que, quando mais jovem, era a boleira mais famosa da cidade”, conta a noiva Aline. Já a decoração, ficou por conta dela mesma. “Juntei garrafas e potes de vidros para montar arranjos com flores para colocar nas mesas, no lavabo e nas mesas de comidas e doces. Comprei juta e fiz os laços dos arranjos de flor”, conta a noiva.

Convite
“Por ser um evento muito familiar, não é necessário um convite impresso. O casal pode optar por um convite eletrônico ou por telefone”, explica Rosana Claudio, da RBR8 Promoções & Eventos. Pelo número de convidados ser menor, os convites também podem ser feitos pessoalmente. Tudo depende do número de pessoas na lista. “Caso a festa seja para mais de 30 convidados, é indicado que se faça o convite impresso, sim, entregue com um mês de antecedência do dia da festa”, finaliza Camila Cunha, da Invite Eventos.         

Topo