Organização do casamento

Dez dicas para fazer o pedido de casamento perfeito

Thinkstock
Aproveite a dose extra de romantismo do Dia dos Namorados e faça o pedido de casamento imagem: Thinkstock

Mayara Alves

Do UOL, em São Paulo

Quem sonha em se casar também gosta de imaginar como será o tão esperado pedido de casamento. Normalmente idealizados em filmes e séries, esses momentos enchem os corações de ansiedade e expectativa. A pessoa amada se ajoelha, abre uma caixinha e faz o pedido. No entanto, mais do que repetir o roteiro clássico, algumas dicas garantem que o momento fique ainda mais inesquecível e sem chance de erros. Veja só dez detalhes que ajudam na hora de fazer o pedido ideal:

Fator surpresa
Este é o clima que dá todo o sentido para o pedido. “A futura noiva não pode imaginar que um pedido de casamento a espera”, afirma Guilherme Gomes, sócio da empresa Jazz Side, que organiza pedidos de casamento. E vale deixar a imaginação viajar para pensar em como surpreender a amada. “Já vi de tudo! Aliança dentro do ovo de Páscoa, junto com porcelana francesa, pedido de casamento pulando de paraquedas e muitos outros. É a surpresa que faz o pedido ficar ainda mais interessante”, conta Christian Hallot, embaixador da marca H.Stern.

Lugar ideal
Escolha o lugar que mais valorizará e também deixará guardado para sempre o momento na memória do casal. Para Camila Relva, da Compagnie Assessoria de Eventos, a escolha pode ser feita por um local que tenha algum tipo de significado para os dois --o lugar do primeiro encontro, do primeiro beijo, da primeira viagem juntos, etc. “Um lugar com uma vista de tirar o fôlego ou fechado especialmente para o casal também ajuda a valorizar o pedido”, aconselha Guilherme Gomes.

Público ou reservado?
Para essa decisão, tudo depende do estilo do casal, se os pombinhos preferem momentos a sós ou se gostam de sair com os amigos e família. “Pedidos de casamento são momentos muito íntimos e é preciso validar muito bem o estilo de cada parte do casal. Vale ser criativo, se o outro gostar de coisas inusitadas. Se for tímido e tradicional, um pedido mais tranquilo é o mais recomendado”, explica Ligia Marques, consultora de etiqueta. A partir daí, quanto mais personalizado for o pedido, melhor. Há ainda a possibilidade de fazê-lo na frente de estranhos, como algo mais chamativo em um restaurante ou na rua. “Mas lembre-se que o pedido é para o companheiro e não um show. Inspire-se na pessoa e no que a deixaria realmente feliz. Não se preocupe em fazer bonito para os outros”, aconselha a assessora Camila Relva.

Prepare o ambiente
Não importa onde o pedido será feito, vale preparar o ambiente para que o momento seja ainda mais intenso. “Prepare com flores, música, velas... Enfim, o que puder ser feito no local. Tudo é válido. Se for a um restaurante, por exemplo, combine com o garçom o momento certo para trazer o champanhe ou para começar a tocar a música”, diz Camila. Se o pedido for feito em casa, vale caminho de pétalas de rosa, iluminação diferenciada e o que mais a imaginação mandar.

Aliança
O tamanho da aliança é um fator primordial antes de comprá-la. O noivo pode perguntar para pessoas próximas, como mãe, irmã e amigas, se elas sabem o número do tamanho do anel para a noiva. “Mas lembre-se que, quanto mais gente souber do futuro pedido, maiores são as chances de estragar a surpresa”, alerta Guilherme Gomes, da Jazz Side.

Outra saída é pegar algum anel da noiva e levá-lo à joalheria, como modelo. “Se isso não for possível, pegue um anel da noiva escondido, experimente no seu próprio dedo, normalmente no dedo mínimo, e marque a altura que em ele fica. Por exemplo, na segunda falange do dedo. Quando chegar à joalheria, conseguirá a medida certa ou, pelo menos, aproximada da aliança”, ensina Christian Hallot, da H. Stern.

Vale lembrar: no Brasil, para o noivado, é comum comprar o par de alianças que será usado também no casamento. Elas são apenas trocadas de mão e ganham uma restauração, com polimento e inclusão ou atualização da data, para o grande dia. “90% dos noivos optam por modelos clássicos e básicos, uma vez que é uma peça que será usada por muito tempo, como uma tatuagem mesmo”, diz Hallot. No entanto, nada impede que o noivo presenteie a mulher com um anel solitário de diamante e depois compre o par de alianças.


Pai da noiva
Há quem ainda se pergunta se é necessário pedir a mão da noiva ao seu pai. “Não é necessário fazer o pedido oficial a ele, como era antigamente, mas é interessante que ele saiba o que está acontecendo. O noivo pode insinuar alguma coisa de forma gentil em uma conversa ou algo do gênero. Assim, evita possíveis problemas”, aconselha Christian Hallot.

Foque nos detalhes
São as pequenas coisas que fazem toda diferença. O pedido pode ser organizado de maneira grandiosa, mas será ainda mais marcante se os detalhes estiverem perfeitos. “Uma vez, fizemos um pedido que envolvia o ingresso para a primeira sessão de cinema a que o casal foi junto. Foi o que a noiva mais gostou!”, conta Guilherme Gomes. Portanto, pense em algo que realmente tenha a ver com o par. Às vezes, é uma pequena história ou detalhe da rotina do casal que faz toda a diferença.

Decore o pedido
O autor do pedido com certeza tem algumas palavras em mente para serem ditas na hora, mas é preciso levar em consideração todo nervosismo do momento. “A principal gafe que pode ser cometida acontece por causa do nervosismo. Aí, o noivo não consegue controlar as emoções e acaba se precipitando ou improvisando. Uma vez, em um pedido que organizamos, o noivo esqueceu de fazer a pergunta oficial ‘casa comigo?’. Ele começou uma declaração, se alongou, a noiva foi às lágrimas e ele não aguentou, começou a soluçar e só abriu a caixinha da aliança”, conta Guilherme Gomes. Por isso, Camila Relva aconselha a escrever antes tudo o que se pretende dizer na hora, seja num papel ou no celular. “Assim, você pode ‘colar’ se esquecer alguma coisa e não vai ficar com aquele sentimento de que poderia ter dito mais.”

Guarde recordações
Grandes festas, como as de noivado e de casamento, geralmente ganham fotos e vídeos. Mas, diferentemente delas, muitas vezes o momento do pedido acaba não sendo registrado. “Peça para alguém que esteja próximo ou para alguém da família fazer foto e filmagem do momento. É comum os casais esquecerem disso e ficarem sem nada guardado de recordação. Se estiverem sozinhos, dá para deixar o celular gravando ou até para fazer um autorretrato dos dois”, comenta a assessora Camila. Se for num local público, como um restaurante, combine com o garçom para que tire fotos.

Ajudinha extra
Algumas empresas estão aí para ajudar na organização ou até na criação do pedido, para que tudo saia exatamente como planejado. “Primeiro, compreendemos a fundo o perfil dos noivos para criar algo marcante e que faça sentido para o casal. Com esse perfil detalhado, apresentamos ideias ao noivo. Depois de definida, passamos para os detalhes, produção e execução do pedido”, explica Gomes, da Jazz Side. O noivo também pode recorrer a amigos e familiares da noiva para ter ideias. Mas lembre-se de manter o elemento surpresa.

Topo