Organização do casamento

Carrinhos de sorvete ou de pipoca animam e decoram o casamento

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

Os carrinhos de sorvete e pipoca conquistaram os noivos que procuram incluir tendências do mercado matrimonial no "grande dia". Os dois itens garantem um ar vintage e até divertido à festa. No entanto, para incluir sorvetes e pipocas no bufê sem errar, é preciso tomar alguns cuidados especiais. A primeira coisa a se fazer é procurar por uma empresa especializada e que ofereça o que vai ser necessário para servir as delícias na festa, com a garantia de segurança e produtos frescos.

"É necessário um carrinho que mantenha a temperatura adequada dos sorvetes para que eles não derretam ou estraguem. Já o carrinho de pipoca precisa de um lugar fixo e com ponto de luz, porque a pipoqueira é elétrica e a pipoca é feita durante a festa, para ficar fresquinha", explica Ricardo Braghetta, proprietário da Cadô Presentes, empresa de São Paulo que oferece o aluguel dos carrinhos.

É importante também ter um profissional para manusear corretamente o carrinho e servir os convidados. Normalmente, o valor do aluguel pelo período da festa já inclui um promoter. Durante as horas contratadas, ele será o responsável pela distribuição das comidas do carrinho e por manter a manutenção em ordem.

Momento ideal
A pipoca pode ser servida na saída da igreja, como um lanchinho para agradar os convidados. Na capital paulista, esse mimo já faz sucesso em frente à igreja Nossa Senhora do Brasil, que encabeça a lista das mais disputadas pelas noivas da cidade. O pipoqueiro de rua, que fica sempre na frente da igreja, lançou a moda por lá, já que não arreda o pé do lugar e o carrinho dele já foi diversas vezes customizado pelas noivas.

"Investi no carrinho de pipocas cutomizado depois do sucesso que o pipoqueiro da igreja Nossa Senhora do Brasil fez", lembra Braghetta, da Cadô Presentes. Depois de deixar o carrinho na saída da igreja, é possível transportá-lo até o local da festa, basta combinar com a empresa responsável.

Durante a festa, é melhor servir pipocas ou sorvetes em um momento adequado, para não serem rejeitados ou esquecidos pelos convidados. O ideal é servir as pipocas junto com as demais entradas, no hiato entre a cerimônia e o início do serviço do almoço ou jantar.

"As pipocas podem ser novamente servidas mais tarde, assim como os sorvetes, no momento em que a pista de dança estiver aberta e o consumo de bebida alcoólica estiver no auge. Como são alimentos de fácil digestão, eles ajudam no bem-estar dos convidados", explica Manoela Cesar, autora do blog 'Colher de Chá Noivas', especializado em casamentos.

Para Braghetta, mesmo que os sorvetes sejam uma boa pedida no verão, eles também podem ser servidos nos casamentos que acontecem durante as estações mais geladas. "Se a festa for em um salão fechado, por exemplo, o clima também vai esquentar por ali e os sorvetes podem fazer muita diferença, porque ajudam a refrescar."

Segundo Gustavo Siciliano, um dos sócios da Nuvem Sorvetes, empresa localizada no Rio de Janeiro, o picolé é o sorvete mais procurado pelos noivos, por sair mais em conta do que os de massa. "O mais legal é que os picolés de fruta podem ser misturados com as caipirinhas do bar da festa. Com isso, a sobremesa se transforma em um 'capilé' e fica muito gostosa."

Personalização
A papelaria do casamento é importante para trazer o conceito da festa. "Cada detalhe ajuda a gerar uma leitura desse conceito e mostra o que os noivos desejam transmitir. Personalizar os saquinhos de pipoca, assim como os copinhos e as embalagens dos sorvetes, é charmoso", aconselha a blogueira Manoela.

Os noivos mais dedicados também podem perguntar para a empresa se existe a possibilidade de personalizar o próprio carrinho de sorvete ou pipoca, assim não será preciso usar um básico apenas com a logomarca da empresa. Se não houver essa opção, é melhor ver antes o carrinho, para não alugar algo que vai destoar da proposta da festa.

Para garantir a satisfação de seus clientes, a Paradis Délices Français, doceria do chef francês Pierre Cornet-Vernet, localizada no Rio de Janeiro, importou da Itália um carrinho vintage de sorvete, especialmente para oferecer a delícia em casamentos. Se a ideia é surpreender ainda mais os convidados, a Paradis Délices Français oferece o 'picoluxo', um picolé de macaron que faz sucesso nas festas mais sofisticadas. Com inspiração no docinho francês à base de amêndoas, a massa é a mesma, mas leva recheio de sorvete e é presa a um palito de madeira para lembrar um picolé tradicional.

Já sorveteria Mil Frutas, também localizada no Rio, oferece carrinhos ilustrados com desenhos do designer Filipe Jardim. Dentro do carrinho, cabem cinco sabores de sorvetes de massa que os noivos podem escolher entre as 200 opções do menu. "Ainda temos dois sabores exclusivos para casamentos. Sabor bem-casado, feito com pão-de-ló e ovos moles, e o sabor beijinho, à base de brigadeiro branco e coco", diz Paula Saboia, uma das sócias da empresa carioca.

Topo