Organização do casamento

Realizar casamento em casa é tendência entre famosas e anônimas

Mayara Alves

Do UOL, em São Paulo

Se o casamento já é algo pessoal, fazê-lo em casa deixa tudo ainda mais intimista e, claro, exatamente com a cara dos noivos. No último sábado (20), a atriz Fiorella Mattheis se casou na casa dos pais, em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro. A cerimônia foi organizada no jardim do local e, segundo a atriz, “não poderia ter sido melhor”, justamente por estar na sua própria casa, com pessoas queridas ao redor. Daniella Cicarelli  foi além e se casou no salão de festas do prédio.

Para Lica Paludo, produtora e cenógrafa de eventos, essa é uma tendência bem atual no Brasil, “mas também muito específica, pois depende da disponibilidade de espaço, logística e, acima de tudo, da disposição em permitir a instalação de toda estrutura dentro de casa”. Antigamente, este tipo de comemoração era bastante comum, por conta do número reduzido de espaços para festas. Portanto, um casamento na casa dos pais da noiva era tradicionalíssima.

Hoje, além do pré-requisito de ter um local com bastante espaço, segundo Lica, os casais que procuram realizar o casamento em casa são aqueles que têm uma relação muito especial com o espaço em si, seja por a noiva ter crescido lá, por ter um cenário natural bonito ou, ainda, por querer ter o prazer de receber os convidados em sua própria casa.

“Com a correria do dia a dia, os noivos gostam de poder desfrutar da companhia de amigos e familiares em seus próprios espaços, como se eles mesmos tivessem elaborado tudo sozinhos”, conta Adriana Vieira da Cunha, sócia da Quest Eventos. Abaixo, veja detalhes importantes, caso queira fazer o casamento na própria casa ou dos familiares: 

Número de convidados
Os espaços próprios para festas já têm uma base do número de convidados que comporta. Mas, em casa, é preciso fazer uma análise do espaço. “Primeiramente, é importante selecionar os ambientes que serão acessados e, a partir daí, pensar no número de pessoas. Deve-se conseguir acomodar todos os convidados de forma confortável”, aconselha Débora Prado, da Débora Prado Flores & Ambientação.

Depois disso, é feito um cálculo a partir da metragem quadrada livre para a festa. E não se esqueça de desconsiderar o espaço dos móveis! “Considera-se, em geral, uma pessoa por m². Muitas vezes, o espaço pode ser complementado com tendas e fechamentos que permitem ampliar e melhorar a circulação dos convidados”, conta Lica Paludo.

Foi o que aconteceu no casamento dos empresários Gabriela Richter Gomes Martini, 29, e Radamés Martini, 30 anos, em novembro último, em Florianópolis, Santa Catarina. “Neste casamento, foi feito um projeto que alinhava boa parte do terreno da casa [que tinha desníveis de mais de seis metros] usando um tablado suspenso. Foram três meses de obra para a montagem, mas isso possibilitou construirmos a área necessária para mantermos os 700 convidados. No total, o espaço ficou com 1.000m²!”, conta a noiva. Veja fotos do evento no álbum acima.

Toque pessoal
Em vez de apostar na decoração convencional de um casamento, vale também incluir itens que sejam bem personalizados, com o estilo do casal, para deixar o clima ainda mais pessoal. “Por exemplo, um casal em que a noiva é estilista, é possível colocar uma máquina de costura antiga em algum lounge ou aparador. Quem conhece a rotina dela vai entender que existe um significado por trás”, explica Débora Prado. Retratos variados com diferentes grupos de amigos distribuídos pelos ambientes também são ótimas opções. Assim, os convidados se veem nesses retratos e se sentem ainda mais acolhidos.

Mas, quando se fala em usar os objetos originais para a festa, Débora é direta: “O importante é não levar para a festa objetos com valor sentimental, pois não se deve esquecer que, por mais íntima que seja a comemoração, não deixa de ser um evento em que, às vezes, podem acontecer imprevistos, como perder objetos, sujá-los ou quebra-los”.

De uma maneira geral, também dá para usar os móveis da própria casa, misturando mesas redondas com quadradas, tipos diferentes de cadeiras, etc.

Logística
Como em toda festa, o conforto dos convidados vem sempre em primeiro lugar. Por isso, os noivos podem optar pela contratação de um serviço de vallet, recebendo os carros na área da entrada da festa ou fazer um acordo com algum estacionamento da região para abrigar os veículos, deslocando os convidados por meio de vans especiais até o local do evento.

Sete passos para organizar um casamento em casa

Adriana Vieira da Cunha, sócia da Quest eventos, elaborou uma lista para as noivas não se perderem na hora de organizar o evento:
1. Elabore a lista de convidados, tentando fechar o número mais próximo do real;
2. Avaliação do espaço físico para cerimônia e festa, levando em conta o conforto dos convidados e número de toaletes;
3. Pense no visual do evento e nos detalhes da decoração;
4. Adequação das instalações para comportar bufê para número de convidados proposto;
5. Acessibilidade (estacionamento e circulação dos convidados);
6. Instalações elétricas;
7. Aplicação da lei do silêncio na vizinhança, caso a escolha seja por uma festa com banda ou DJ

Além destes cuidados, ainda é preciso checar os horários que a região permite para música alta, para que os vizinhos não sejam prejudicados. “Uma dica é mandar um mimo com um cartão para os vizinhos, avisando que haverá uma movimentação diferenciada no período do casamento, mas que vocês estão tomando providências para minimizar o transtorno”, aconselha Lica.

Cozinha
Uma casa nem sempre possui infraestrutura necessária para uma grande festa, com bufê e tudo mais. “Quando necessário, é montada uma estrutura de apoio, como instalação de bancadas, fogões, pias, sistemas provisórios de água em garagens, tendas ou complementares”, explica Lica. “Além disso, os fornecedores levam os alimentos em parte pré-preparados, necessitando, em geral, de espaço para finalização e montagem dos pratos.”

Para que todo esse processo ocorra sem problema, a dica de Adriana Vieira é organizar uma visita técnica dos fornecedores à casa do evento antes da assinatura do contrato. Fotos com medidas dos ambientes também ajudam.

Dia da Noiva
Por mais trabalhoso que possa ser montar um casamento em sua própria casa, você também ganha alguns benefícios, além da festa 100% personalizada e do clima intimista. “Havendo um espaço privado, o dia da noiva pode ser feito na própria casa. Algumas noivas até gostam de ver a festa sendo finalizada, de participar da construção de seu sonho em cada detalhe”, conta Lica.

Além disso, dependendo do tamanho do lugar, também é possível hospedar também alguns convidados. “Hospedando parte da família, é possível desfrutar com eles os dias que antecedem o evento, dividindo a ansiedade e a alegria de toda a construção da festa”, finaliza Adriana. 

CLIQUE E APRENDA A ORGANIZAR O SEU CASAMENTO EM UM ANO

  • Didi Cunha/Arte UOL
Topo