Vestido de noiva

Estilistas revelam qual é o limite do decote de noiva para não ficar vulgar

Carolina Maggi

Do UOL, em São Paulo

Muitos detalhes devem ser levados em consideração na hora de escolher o vestido de noiva. Entre cor, comprimento e tecidos, também é necessário pensar no decote mais adequado ao corpo da noiva, pois, se for exagerado demais, certamente será alvo de comentários nada elogiosos por parte dos convidados. E, dependendo do tipo e do local escolhido para a cerimônia, o decotão pode até destoar do evento. Caso a cerimônia seja em uma igreja, por exemplo, a escolha deve ser feita com muita moderação 

Para a noiva não correr o risco de pagar esse mico no dia do casamento, o UOL Casamento consultou especialistas que ensinaram como não passar da conta no decote e ficar elegante para o “grande dia”. A opinião de todos é unânime: tenha bom senso. “Acredito em bom senso. Se a noiva for decotar a frente, não pode decotar muito as costas”, explica Elisa Lima, estilista da grife Trinitá. A seguir, veja algumas dicas essenciais:

Decotes estruturados
“Geralmente, seios grandes exigem uma modelagem mais que perfeita para não ficar com o busto desestruturado no vestido”, explica a estilista Gisele Dias, da grife paulistana A Modista. Por isso, se for do time das noivas com seios fartos, vale apostar em decotes estruturados, já que eles dão sustentação aos seios.

Elisa Lima, da Trinitá, também indica top estruturado para mulheres com seios maiores e aconselha um tipo de decote. “Se tem muito busto, opte por decotes em "V", que valorizam os seios sem ser vulgar”. Segundo a estilista, o decote em “V” permite um pouco mais de profundidade, mas sempre com bom senso. Outro decote recomendado para mulheres com busto grande é o redondo, que, de acordo com Elisa, é um "decote básico".


Como saber o limite?
Para saber o limite da profundidade do decote, basta se observar no espelho. “Mulheres com o busto muito juntinho, aquele em que os seios ficam juntos um ao outro, o decote costuma ficar mais exagerado e, por isso, vale ter cautela. Se o busto for mais separado, pode descer o decote um pouco mais”, explica Gisele.

O tamanho dos seios, além do tipo físico de cada noiva, é um dos fatores que mais influencia na hora de escolher a profundidade do decote. O estilista Lucas Anderi acredita que quanto maiores os seios, menos profundo deve ser o decote. “Na minha concepção, o limite do decote frontal pode variar de acordo com o tamanho dos seios. Quanto maiores os seios, menos decotado deve ser o vestido.”

Deixar tudo no lugar e ainda se sentir confortável usando o vestido também são fatores muito importantes. “Para um decote não ficar vulgar, é preciso respeitar as linhas básicas de conforto, como, por exemplo, tampar a curvatura lateral do seio ou não deixar o decote muito próximo do mamilo. No caso de decote nas costas, respeite as gordurinhas laterais”, explica Elisa, da Trinitá.

Seios pequenos
O decote nas costas é uma boa opção para quem não quer ousar no decote frontal e correr o risco de ficar vulgar. Além disso, é indicado para mulheres com pouco seio. “Os decotes nas costas são perfeitos para mulheres de seios pequenos e o limite máximo é a cintura”, indica Anderi. Além disso, esse tipo de decote também alonga a silhueta.

O famoso decote tomara que caia, queridinho de muitas noivas, também deve ser usado com cuidado, apesar de parecer descomplicado. “Esse é o decote que deixa a noiva mais exposta e, para isso, ela precisa se sentir confortável com o corpo. É mais indicado para mulheres que não tenham muito busto. E para não ter que ficar se preocupando em levantar o decote durante a festa, escolha opções mais estruturadas, com bojo”, aconselha Elisa. É importante também que ele não seja muito baixo, para não correr o risco de mostrar demais e "pagar peitinho" durante o próprio casamento.

Topo