Casamento

Anéis supostamente feitos de ossos de dinossauro atraem noivos nos EUA

Divulgação/Jewelry by Johan
Anéis supostamente feitos de meteorito e fóssil de dinossauro da Jewelry by Johan imagem: Divulgação/Jewelry by Johan

Do UOL, em São Paulo

Uma joalheria em Oakdale, Minnesota, nos Estados Unidos, tem levado o conceito de antiguidade a um novo patamar ao vender anéis supostamente feitos de fósseis de dinossauros. Os preços vão de US$ 465 (cerca de R$ 1.100) a 1.749 (aproximadamente R$ 4.160) na loja Jewelry by Johan. E as peças são trabalhadas em ouro branco, amarelo e rosé, assim como em platina e paládio.

Segundo descrição no site da joalheria, com o tempo, os fósseis dos dinossauros assumem uma tonalidade preta acastanhada, com manchas em vermelho, amarelo e azul, como é possível ver em modelos na foto acima.

Em entrevista ao UOL Casamento, o proprietário Johan Rust é reticente e prefere manter sigilo sobre como obtém a matéria-prima para confeccionar esses anéis “jurássicos”. “Não divulgo minhas fontes, mas eu tenho fornecedores que são especializados em rochas, meteoritos e fósseis.” Sim, em sua loja também estão à venda anéis elaborados com meteorito e outros materiais inusitados, como cinzas de animais de estimação. Em seu site, apenas diz que os fósseis são da formação rochosa Morrison localizada em Utah, estado norte-americano.

Segundo Rust, muitos noivos vão à loja em busca dos anéis de fóssil e meteorito. “Cerca de 80% das vendas são para esses casais.” O joalheiro ainda afirma que cientistas, astrólogos e “pessoas ligadas a ciências” fazem parte da clientela interessada pelas inusitadas peças. Ainda é possível encontrar suas jóias na loja on-line Etsy, que realiza entregas para o Brasil.

O joalheiro também conta que a ideia de confeccionar anéis com fósseis de dinossauro surgiu na infância. “Quando era criança, tinha uma fascinação por pedras coloridas e nosso vizinho tinha uma máquina para cortar e polir pedras preciosas. Foi ele quem me ensinou a manuseá-las”. E finaliza: “Na coleção deste vizinho, tinha fósseis. Foi assim que aprendi a mexer com pedras e passei a amar os ossos de dinossauros”.

Topo