Madrinhas e convidados

Saiba quais são os mandamentos das boas madrinhas de casamento

Natália Zonta

Do UOL, em São Paulo

Tradicionalmente, a madrinha de casamento funciona como braço direito da noiva, ajudando desde a organização da festa até a escolha do vestido. Mas, às vezes, uma madrinha desavisada pode acabar atrapalhando. O filme “Missão Madrinha de Casamento” (2011) é um exemplo disso. Uma confusão faz com que a noiva escolha uma colega exagerada e mão aberta como sua escudeira. Resultado? O dia dos sonhos vira um pesadelo cafona e nada a ver com os gostos do casal.

  • Thinkstock

    As madrinhas devem ajudar a noiva na organização do "grande dia"

Mais do que estar no altar participando do “grande dia”, a madrinha tem tarefas a cumprir para ajudar a noiva no decorrer da longa preparação da cerimônia e da festa. Especialistas em organização de casamentos que conversaram com o UOL Casamento, dão dicas para  as madrinhas cumprirem a sua função e ajudarem para que o evento tenha a cara do casal.

Tenha iniciativa
Para Alexandra Loureiro, proprietária da Ale Loureiro Assessoria, é recomendado que a madrinha tome frente da organização de eventos paralelos ao casamento, como o chá de cozinha. “É bacana ver esse encontro mais informal organizado por uma amiga. Principalmente porque a noiva estará ocupada com outras coisas”, acrescenta. É bom lembrar que, neste caso, o evento deve ser pago pelas amigas da noiva.

Dar sugestões sobre detalhes que lembrem a história do casal que possam estar  representados na festa também é uma das funções da madrinha, segundo Taís Pacheco, sócia da Invite Eventos. “Às vezes uma pessoa mais íntima ajuda a deixar o evento com personalidade. Os noivos acabam se envolvendo muito na parte financeira e têm pouco tempo para pensar em outras coisas”, diz.

Simone Koh, da WonderWeds, ressalta ainda que a madrinha deve se apresentar na hora da divisão de trabalhos manuais, caso a noiva queira fazer as próprias lembrancinhas, por exemplo. “Mas há momentos nos quais elas são desnecessárias, como nas degustações. Na hora de escolher entre mil opções, quanto menos opiniões, melhor”, acredita.

Ouça e opine
Casada há pouco mais de um ano, a funcionária pública Lucyana Gomes Ramos, 34, lembra-se da ajuda que teve das suas madrinhas. “Minhas três irmãs e outras duas grandes amigas ajudaram muito. Parece simples, mas na hora de fechar os detalhes bate uma insegurança. E, dependendo do grau de intimidade, o papel da madrinha muda. Minhas amigas, por exemplo, foram mais discretas e me ouviam mais. Já minhas irmãs, com quem tenho mais intimidade, deram mais palpites”, conta.

Alexandra Loureiro, explica que o mais comum é ver a participação da (ou das) madrinha durante a escolha do vestido. “Por aqui, a mãe ainda é mais presente. Por isso, acredito que o papel da madrinha tem de ser de mediadora, mostrando a todos os desejos dos noivos. No caso de a escolhida já ser casada, também é interessante levar suas experiências e recomendações”, diz.

Dê suporte emocional
No final das contas, a madrinha perfeita é aquela que está sempre disposta a ouvir os problemas e as alegrias da noiva. “A madrinha ideal é aquela que dá suporte emocional para a noiva. É um momento de muitas escolhas, de saber equilibrar opiniões alheias e de fazer um investimento financeiro alto que, na maioria das vezes, acaba estressando os envolvidos. Ter alguém que te tranquilize e apoie é essencial”, completa Simone Koh.

Por isso, a madrinha deve exercer, antes de tudo, a função de ombro amigo, para tranquilizar noivas nervosas e fazê-las acreditar que, mesmo com eventuais contratempos, vai dar tudo certo no tão aguardado "grande dia".

Topo