Casamento

Lembrancinhas de verão são reaproveitadas por convidados de casamentos

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

Casamentos que acontecem durante o verão pedem atenção redobrada dos noivos na hora de decidir qual é o item que será oferecido como lembrança. Uma boa ideia é investir nos tipos que  ajudam a amenizar o calor e o desconforto durante a cerimônia e a festa.

Leques, óculos de sol, chinelos e sombrinhas são algumas ótimas opções. Por isso, UOL Casamento conversou com especialistas e reuniu algumas dicas importantes sobre essas como escolher e distribuir os mimos.

A assessora de casamentos Sylvia Queiroz, acredita que o leque seja o acessório protagonista de qualquer evento durante o verão. "É um presentinho útil, quase ninguém se desfaz dele. Os convidados acabam levando o leque para casa para usar mais vezes. Funciona bem em lugares abertos e fechados", conta.

Os leques mais utilizados em casamentos, por exemplo, são os feitos em madeira. "Eles podem ser personalizados, com a gravação do nome do casal e até com o nome das madrinhas. É uma opção de presente bastante útil", sugere Sarah Moreira, sócia da Biscuit Eventos.

Sombrinha importada
 A estilista Tânia Fumachi, 29, escolheu mimar os convidados com sombrinhas chinesas em seu casamento com o empresário Piero Fioretti, 32, que aconteceu em Campinas, em março de 2012. "Pensando em proteger os mais idosos e as crianças do sol, comprei cem unidades de sombrinhas em um site durante uma viagem à China. Paguei o equivalente a R$ 2,50 por cada uma delas. Os convidados adoraram, levaram para casa e guardaram de recordação", conta.

Para Tânia, a sombrinha deve ser utilizada com moderação, já que dá um efeito muito bonito em fotos e na decoração da festa, mas pode bloquear a visão dos convidados enquanto assistem à cerimônia. "Não precisa ser algo para todo mundo usar. Optei por comprar cem unidades e foi suficiente, ficou lindo", explica Tânia.

Personalização discreta
O produto pode ser muito bom, mas o convidado acaba sentindo vergonha de usá-lo em outras situações por conta da estampa. Para não errar, é melhor livrar a peça fotos ou caricaturas que não são da pessoa que receberá o presente. "O design dos produtos é interessante para manter a identidade visual do casamento, mas aconselho que a personalização traga apenas um monograma dos noivos, delicado e discreto, para que os convidados possam utilizá-los em outras ocasiões", sugere Sarah.

Depois de levar em conta as cores e a padronagem dos presentes, é preciso ficar de olho em como ele será entregue. "Não recomendo que os chinelos sejam entregues logo no início, pois definitivamente eles acabam com a elegância de qualquer convidado. A melhor hora para fazer isso é quando a pista de dança começar a ser utilizada. O presente vai aliviar os pés dos convidados do calor ", diz a assessora de casamentos Sylvia Queiroz. 

Já os leques, os óculos de sol e as sombrinhas dão estilo e embelezam a festa e o convidado, por isso estão liberados logo no início. "São acessórios que podem ficar até mesmo na recepção da cerimônia, para que sejam úteis desde o começo da festa. Cada um pode pegar o seu, mas a ajuda de uma assessora para entregar os itens também é indicado", explica a organizadora de eventos Flávia Gurgel.

Por mais que ter uma lembrancinha com a cara do casal seja legal para os noivos, é importante pensar que os convidados talvez não usem um presente tão personalizado. Se a ideia é que os amigos e parentes aproveitem o mimo depois, escolha uma padronagem discreta.

Topo