Decoração para casamento

Monogramas saem dos convites para personalizar diferentes itens da festa

Divulgação
Lencinhos de papel para as lágrimas dos convidados durante a cerimônia podem ser personalizados com monogramas, como esses da Casamentos e Travessuras imagem: Divulgação

Marina Oliveira e Thaís Macena

do UOL, em São Paulo

Em tempos de celebrações cada vez mais exclusivas, o monograma --logotipo dos anfitriões que, geralmente, é feito com o entrelaçamento das letras inicias dos nomes dos noivos-- está em evidência. Se antes ele aparecia apenas nos convites, hoje está por toda a parte no evento: das plaquinhas de identificação de mesa às lembrancinhas. “A tendência começou nas festas empresariais, em que todos os itens levam o emblema da empresa, e migrou para o mercado das festas de aniversários e casamentos”, diz Fernando Toribio, diretor da Papel e Estilo Premium, de São Paulo.

Atualmente, é possível personalizar guardanapos, lenços, forminhas de doce, placa para a cadeira dos noivos, kit toalete, adesivos da pista de dança, chinelos e o que mais a criatividade permitir. Geralmente, as empresas de convites e papelaria para festas oferecem aos clientes sugestões de modelos que podem ser adaptados e estilizados de acordo com o gosto do casal. Mas isso não significa que um monograma não possa ser desenhado com exclusividade.

O prazo para a criação varia conforme a complexidade da arte, mas não costuma ultrapassar uma semana. “O tempo total depende das modificações solicitadas pelos noivos. Durante o processo, enviamos modelos para os clientes e eles podem pedir alterações”, explica Mauro Araújo, diretor administrativo da Relevo Araújo, de São Paulo.

Muitas empresas oferecem a criação gratuita do monograma quando o cliente encomenda os convites. Nesse caso, a arte pode ser usada para estampar outros itens, sem cobrança adicional. Mas o serviço pode ser contratado individualmente, a um custo que varia entre R$ 200 e R$ 500. A empresa que fará a impressão dos convites e dos outros itens de papelaria pode cobrar a confecção do clichê (o molde da impressão), que tem uma faixa de preço maior, de R$ 350 a R$ 3 mil. O valor é mais alto quando a matriz é gravada à mão por um artesão. Somado a esses custos, há o valor das impressões de cada item personalizado.

Para todos os gostos
Os monogramas podem ser estilizados para diferentes perfis de noivos e festas. Costumam figurar entre três categorias principais: os clássicos (que podem incluir brasões da família, com escudos e outros símbolos que remetam à nobreza), os modernos (com letras arredondadas, coloridas e elementos assimétricos) e os retrôs (mais românticos, que misturam as letras com flores, pássaros e arabescos).

Como o monograma será a base para a personalização de muitos itens da festa, as empresas recomendam escolher a arte logo no início dos preparativos do evento. “O ideal é decidir com pelo menos seis meses de antecedência”, diz Marcela Barbosa, do marketing da S-Cards, de São Paulo.

Topo