Vídeos

Branco? Nem pensar: mulheres contam por que usaram vestidos coloridos

Gabi Verfe Fotografia
Paula Regina Puhl queria um vestido clássico e delicado, mas que não fosse branco. Resultado: casou-se de rosa claro imagem: Gabi Verfe Fotografia

Marina Oliveira e Thaís Macena

Do UOL, em São Paulo

O que as atrizes Jessica Biel, Kaley Cuoco, Thais Fersoza e a cantora Gwen Stefani têm em comum? Todas elas abriram mão do tradicional vestido branco para se casarem com um modelo colorido e cheio de personalidade. Coisa de gente famosa? Não exatamente. A técnica de enfermagem Adrielle Adria Santos de Sousa sonhou a vida inteira em usar um vestido vermelho no grande dia, sua cor preferida desde a infância.

Por isso, quando conheceu o atual marido, foi logo avisando dos seus planos. “Quando ele me pediu em noivado, eu já disse que me casaria de vermelho. Inclusive, no dia em que eu fui procurar o vestido, ele foi comigo. Só não me viu provando.” O modelo escolhido foi um tomara que caia com cauda longa e busto bordado. Os sapatos também eram vermelhos, para combinar. “Aluguei o modelo e fui a segunda pessoa a usar”, diz Adrielle (foto abaixo), que se casou em 2010.

Arquivo pessoal
Adrielle desagradou o padre com a escolha do vestido, mas não se arrepende imagem: Arquivo pessoal
Roqueira desde que se entende por gente, a nutricionista Fabiana Gioia também não conseguia se imaginar vestindo branco em um dia tão importante. E, sendo o preto a cor predominante em seu guarda-roupa, não fazia sentido descartá-la no dia do casamento. “Eu não tinha e não tenho nada a ver com um vestido branco clássico. Fiz um casamento quase temático e que trazia personalidade em todos os detalhes”, diz.

O desejo foi entregue nas mãos das estilistas Patrícia Biaggioni e Rosa Biaggioni, que costuraram sob medida um modelo tomara que caia com o corpete preto e a saia branca com barrado preto, no comprimento midi. “No vídeo do casamento dá para ouvir as pessoas dizendo que eu estava linda, mas acho que não foi surpresa para elas, considerando meu estilo e personalidade”, declara.
Juliana Mozart
O vestido preto e branco de Fabiana Gioia reflete o seu estilo roqueiro imagem: Juliana Mozart


Cores mais pedidas
O estilista Lucas Anderi --que criou o modelo usado pela personagem Patrícia, vivida pela atriz Maria Casadevall na novela “Amor à Vida” (Globo)-- diz atender uma média de cinco noivas por ano que optam por vestido colorido. Entre as cores preferidas estão os tons de azul e rosa. “Todas elas têm em comum a personalidade independente, urbana e fashionista”, conta.

A professora universitária Paula Regina Puhl faz parte dessa estatística. Ela queria um vestido que fosse clássico e gracioso, mas sem ser branco. Quando saiu para procurar, apaixonou-se por um cor-de-rosa do ateliê Pó de Arroz. “A escolha foi perfeita: o vestido era da minha cor preferida, delicado e, ainda por cima, de uma coleção inspirada em Shakespeare, que foi objeto de estudo da minha tese de doutorado”, diz.
TV Globo/Zé Paulo Cardeal
A personagem Patrícia (Maria Casadevall), da novela "Amor à Vida", usou um modelo desenhado por Lucas Anderi imagem: TV Globo/Zé Paulo Cardeal


Já a jornalista Andrea Vaz Dos Santos entrou na igreja com um vestido azul claro não para chamar a atenção ou ser diferente, mas porque considera o azul mais bonito que o branco. “Meu pai, quando me viu, perguntou se a escolha tinha algum significado especial, mas nunca teve. Eu simplesmente respeitei o meu gosto”, conta.

Não é possível agradar a todos
Quem casa com um vestido de noiva colorido, que foge ao tradicional, precisa estar preparada para as mais diversas reações. Adrielle, por exemplo, teve que encarar um padre visivelmente desconcertado logo que entrou na igreja. “Quando me viu, ele fechou a cara e fez o meu casamento correndo. Em meia hora terminou, virou as costas e nos deixou no altar sozinhos”, lembra a técnica de enfermagem.

A mãe de Andrea também não gostou nada da escolha, mas o noivo aprovou. “Ele até escolheu o terno pensando em combinar com o meu vestido”, conta. Paula Regina também agradou o marido, assim como a afilhada, de sete anos. “Eu só recebi elogios desde que entrei na cerimônia. Minha afilhada disse que eu parecia uma princesa”, conta.

“Aos mais tradicionais, pode parecer algo deselegante, mas não é. Usar uma peça colorida no casamento, desde que esteja adequada ao estilo e a personalidade da noiva, é algo perfeitamente aceitável”, diz o estilista Juarez Fernandes, que tem entre suas fieis clientes noivas ciganas que, por tradição, casam-se de vermelho.

Um cuidado importante ao optar por um modelo colorido é avisar as madrinhas e convidadas, para que outra mulher não apareça na festa com um visual parecido. Agora, se a ideia é surpreender a todos, será preciso assumir esse risco. O que não é, necessariamente, um problema. “A noiva é sempre a noiva. Mesmo que não esteja usando branco, ela se sobressai”, diz o estilista Lucas Anderi.

TV Globo/Zé Paulo Cardeal
A personagem Patrícia (Maria Casadevall), da novela "Amor à Vida", usou um modelo desenhado por Lucas Anderi imagem: TV Globo/Zé Paulo Cardeal
Topo