Vídeos

Assim como Anitta: veja como gastar pouco no vestido e se dar bem

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

A cantora Anitta chamou a atenção ao usar um  vestido de rede popular no casamento do cantor Thiaguinho com a atriz Fernanda Souza, que aconteceu na última terça-feira (24). O modelo preto básico, com decote assimétrico e fenda na perna provou que não é preciso de grandes extravagâncias para estar elegante.

As mulheres que gostam de simplicidade e, principalmente, de economizar dinheiro, podem seguir algumas dicas para fazer uma compra certeira.

"Para dar certo o melhor é optar por uma modelagem confortável, que a mulher já esteja acostumada, e preferir um tecido que sempre caiu bem",
garante Luciana Valim, gerente de marketing da Amaro, marca de fast-fashion que vende pela internet. O estilista Arthur Caliman, queridinho das mulheres que procuram por vestidos de festa em São Paulo, reforça: "o importante não é usar um vestido caro ou de marca, mas sim uma peça que a mulher já sabe que favorece o tipo de corpo dela, que alongue a silhueta, por exemplo", completa.

Apostar no pretinho básico, assim como fez Anitta, é garantia de sucesso. No entanto, existe o risco de encontrar outra mulher com o mesmo vestido. "Para personalizar o visual, invista na maquiagem e escolha acessórios poderosos. Com isso, mesmo que outra convidada esteja usando a mesma peça, o look sempre será diferente", indica Caliman.

Outra dica é levar em consideração o traje sugerido no convite. "Casamentos são chiques, mas algumas regras como longo bordado para noite e vestido mais leve para o dia devem ser mantidas. Se não é conhecida da noiva e está apenas acompanhando alguém, não use um decote muito profundo, evite cores fortes, prefira não chamar a atenção",  sugere Caliman.

Evitar vestidos estampados é outra maneira de fugir do problema do "par de vaso". “É mais fácil de identificar outro vestido estampado, e se realmente duas convidadas escolheram a mesma peça, o momento pode ser constrangedor. Vale sempre escolher os lisos e mais clássicos”, lembra Camila Chain, estilista de moda noiva e festa da Maison Kas.

Os tecidos estruturados, mesmo em peças mais básicas, conversam bem com ocasiões formais. Já a renda é um tecido sintético bastante interessante. "A maior parte das melhores rendas do mercado também são sintéticas, por isso é possível um resultado bacana, mas escolha com certa atenção, pois ela precisa estar bem bonita e nada amassada", diz Camila.

Evite exageros
Decotes, comprimentos muito curtos e transparências em excesso não são adequados para usar em casamentos mais tradicionais. Por isso, vale equilibrar essas opções. "Vestido curto deve ter decote comportado e decote ousado só se for um longo. A transparência deve ser usada apenas em alguns detalhes nas mangas ou nas costas, por exemplo", explica Fernanda.

Acessório ideal
Os acessórios ajudam a alavancar qualquer produção. Brincos e colares grandes trazem brilho e luz, por exemplo. "Não precisam ser caros, muito menos joias. Mas acho interessante uma pesquisa rápida nas tendências de acessórios antes de decidir o que usar, para não sair com algo que já saiu da moda", diz Camila.

Tudo depende de quanto você quer gastar, claro, mas também dá para enriquecer a produção apenas com um acessório funcional, como a bolsa de mão. "Uma bolsa bordada é um ótimo complemento a um vestido simples. Ao mesmo tempo, uma peça mais bordada pede um acessório mais discreto", finaliza Fernanda.

Topo