Últimas de Estilo de vida

Conheça as gafes mais comuns em festas de casamento e passe bem longe delas

Getty Images
Beber demais em qualquer evento social é muito deselegante, dizem as especialistas imagem: Getty Images

Marina Oliveira e Amanda Sandoval

Do UOL, em São Paulo

Ainda que sem perceber, muitos convidados têm atitudes consideradas desrespeitosas com os noivos durante a cerimônia e a festa do enlace. Para ajudar a minimizar esses equívocos --com benefícios tanto para quem promove quanto para quem curte esse tipo de evento --o UOL Casamento conversou com especialistas e listou as gafes mais comuns. Confira e fuja delas.

Usar vestido branco
De acordo com a consultora de etiqueta Célia Leão, não importa o tipo de evento ou o perfil dos donos da festa, o branco sempre será a cor exclusiva de quem sobe ao altar --ainda que a noiva escolha usar um vestido colorido. Cabe apenas aos anfitriões liberarem o uso da cor, se quiserem. “Em casamentos na praia, por exemplo, o branco é bem-vindo. Mas, mesmo assim, é preciso consultar e obter autorização expressa dos noivos”, diz a cerimonialista Raquel Abdu.

Beber demais
Beber além da conta em qualquer evento social é considerado uma gafe. Mas em festas de casamento o impacto negativo pode ser ainda maior. Afinal, a pessoa alcoolizada tende a incomodar os outros e pode se tornar inconveniente. “Manter-se sóbrio durante o casamento é um sinal de respeito e consideração com os anfitriões”, diz a assessora de eventos Talita Uoya.

Levar muitos bem-casados para casa
Pegar o tradicional docinho já é hábito, mas segundo Célia há um limite de quantidade que deve ser respeitado, até para não faltar aos demais convidados. “Você não tem que levar para os outros, apenas para si. E dois docinhos costumam ser suficientes”, diz. Quantos aos outros doces da festa, só não é deselegante levar para casa se os noivos disponibilizarem embalagens com esse propósito, como marmitas de alumínio e cones de papel. “Se não tiver nada desse tipo na mesa de doces, contente-se em comer na festa”, diz Raquel.

"Roubar" os arranjos de mesa
Muitos convidados não resistem, mas é preciso perguntar para a noiva ou para a assessora de eventos responsável pela organização do casamento se é permitido fazer isso. “Mesmo se houver consentimento, o ideal é levar o arranjo no encerramento da festa e nunca no meio dela. Caso o convidado queira ir embora mais cedo, não deverá levar", diz Talita. Afinal, não seria justo desmontar parte da decoração enquanto a festa acontece, não é mesmo?

Levar acompanhantes que não foram convidados
O casamento é planejado com base na quantidade de pessoas definida pelos noivos. Por isso, se cada convidado resolver levar um acompanhante que não está na lista, os serviços de buffet, bar e até a disposição dos assentos poderá ficar prejudicada. “Se tiver intimidade com os noivos, você pode perguntar sobre a possibilidade de levar um acompanhante. O vínculo próximo dará ao anfitrião a liberdade de negar, se quiser”, diz Célia.

Ir somente à festa e não à cerimônia
Salvo os casos em que houve um imprevisto e o convidado não conseguiu chegar em tempo para a cerimônia, ir direto para a festa pode ser visto como um ato grosseiro pelos noivos. “O enlace matrimonial acontece justamente na cerimônia, esse é o motivo da celebração”, diz Talita. "Se houver compromisso importante, o convidado deve informar aos noivos que não poderá comparecer à cerimônia e verificar se eles se importam caso tenha que ir direto para a festa”, afirma a assessora. Igualmente deselegante é sair do local da cerimônia antes do fim, para guardar lugar no salão.

Não confirmar presença no casamento, ainda que os noivos façam esse pedido
A sigla 'RSVP', que aparece em muitos dos convites de casamento, indica que a pessoa deve confirmar sua presença por meio do contato mencionado. “Os noivos pedem isso para que o convidado seja servido com fartura e todo mundo possa ser bem acomodado”, explica Célia. Por isso, é de bom tom avisar a presença (e até mesmo a ausência) pelo menos 15 dias antes. Se já sabe que não poderá ir, seja sincero e não dê uma falsa confirmação por medo de dizer não. “Quando você diz que vai e não aparece, você faz os noivos pagarem pelo seu consumo, já que a reserva é feita com antecedência. Nesse caso, eles estarão jogando dinheiro fora por você”, diz a consultora de etiqueta.

Desrespeitar as mesas reservadas
Em alguns casamentos, há mesas destinadas aos pais dos noivos e aos padrinhos. E, nessas situações, retirar as placas que indicam a reserva e acomodar-se nesses lugares é desrespeitoso. “E quando vamos argumentar, há quem se recuse recusam a levantar”, explica Raquel.

Atrapalhar os noivos durante os protocolos da festa
Quem faz um casamento formal precisa cumprir alguns cerimoniais: tirar fotos com padrinhos, com os pais, na mesa de bolo, além de jantar no horário estipulado. E, de acordo com Talita, os convidados não devem atrapalhar esses momentos, para não prejudicarem o andamento da festa. Eles poderão curtir os anfitriões quando os noivos estiverem liberados das formalidades. “Jamais entre na sessão de fotos com pais e padrinhos ou os interrompa quando estiverem jantando”, diz.

E você, já presenciou alguma situação desagradável em festas de casamento? Conte sua história na área de comentários abaixo.

Topo