Últimas de Estilo de vida

Casamento fora da cidade está em alta, mas dificulta a vida dos convidados

Arquivo Pessoal
Tatiana Roitman se casou na Disney, mesmo sabendo que muitos convidados não iriam imagem: Arquivo Pessoal

Marina Oliveira e Amanda Sandoval

Do UOL, em São Paulo

O "destination wedding" --casamento fora da cidade dos noivos-- é uma tendência que ganhou força entre as noivas brasileiras e deve demorar para sair de moda, de acordo com a autora do blog “Say I Do” e CEO do evento Casar, Camila Piccini. Cada vez mais, casais optam por promover o enlace em cidades diferentes de onde moram, em busca de um cenário perfeito para as fotos, de uma viagem de lua de mel aliada ao evento ou de um local que tenha significado especial para o casal.

O que você acha de casamentos realizados fora da cidade?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos

Essa decisão, no entanto, pode dificultar a vida dos convidados. De acordo com Camila, no caso de uma cerimônia em outra cidade, mas em território nacional, a desistência esperada é de 30% a 40% da lista. Já para casamentos realizados no exterior, esse número sobe para 50% a 60%.

O estudante Cleydson Costa de Andrade, 18, faz parte da estatística. Morador do Rio de Janeiro, ele foi convidado para o casamento de um amigo carioca que acontecerá em Florianópolis, no mês de junho. No entanto, já avisou que não poderá comparecer. “Fiz as contas e não posso pagar. Só de hospedagem eu gastaria cerca de R$ 200 por diária e teria de ficar um fim de semana completo. De transporte, gastaria uns R$ 400, fora os gastos de táxi de ida e volta para o aeroporto e alimentação.”

O caso do estudante é comum, de acordo com a decoradora de festas e assessora de "destination wedding" Clarissa Rezende, que já realizou mais de 20 eventos no exterior. Ela explica que não é usual os noivos bancarem os custos de viagem dos convidados; por isso, o número de ausências é tão grande. “Já tive clientes que pagaram o hotel, mas não o aéreo. Outros que pagaram só para padrinhos. Mas, normalmente, é o convidado quem paga suas passagens e estadia.”

O que você acha de casamentos realizados fora da cidade?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos

Casando em outro país
A profissional de hotelaria Tatiana Roitman, 28, sabia disso, mas, ainda assim, levou adiante o plano de casar-se no complexo Disney, em Orlando (EUA), em abril de 2012. “Nós decidimos (fazer o casamento) lá porque nos conhecemos trabalhando na Disney, em 2006”, conta. “Eu sabia que iriam poucas pessoas do Brasil. No fim, apenas meus pais, alguns amigos e um casal de primos compareceram. Os outros convidados eram amigos e familiares que moravam nos Estados Unidos mesmo”, diz.

Para estar no casamento de Tatiana, os convidados brasileiros tiraram férias e emendaram a festa com um passeio. Já os norte-americanos foram beneficiados com o recesso das faculdades e colégios que acontecia no período, o chamado "spring break" (férias de primavera, em tradução livre para o português). Fora isso, a profissional de hotelaria ofereceu acomodação com desconto dentro do complexo de parques para os convidados, além de um almoço para os padrinhos um dia antes do casamento.

“Vale também disponibilizar transfer do aeroporto para o hotel, colocar um presente no quarto de cada convidado e um coquetel ou brunch extra”, diz a assessora Clarissa Rezende, que se casou em Las Vegas, nos Estados Unidos. “No meu casamento, não fiz lista de presente, pois uma pessoa que está pagando uma passagem e hotel para me prestigiar já deu o presente”, diz.

Antecedência é primordial
Os noivos que pretendem se casar em um local que exige grande deslocamento dos convidados deve avisá-los com, no mínimo, seis meses de antecedência. “Assim, as pessoas conseguem programar folgas ou férias. O prazo também permite encontrar tarifas boas de passagens aéreas ou utilizar milhas para não ter esse custo, especialmente se o casamento acontecer na alta temporada”, explica Clarissa.

No caso de viagens internacionais, vale contratar uma agência de turismo para organizar os pacotes de estadia e passagem, evitando que os convidados tenham de fazer pesquisas e cotações para estar no evento. No mais, é preciso assumir que nem todos estarão à disposição para ir a um casamento fora do local onde vivem. “Mas a pessoa que é próxima e faz questão de estar no evento vai curtir a experiência”, afirma Camila, do blog "Say I Do". 

O que você acha de casamentos realizados fora da cidade?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos
Topo