Casamento

Premiê britânico não usará cartola ou fraque no casamento real

AFP
Líder conservador britânico, David Cameron imagem: AFP

LONDRES (Reuters Life!) - O primeiro-ministro britânico, David Cameron, vai usar um terno de trabalho, e não fraque, no casamento real da próxima semana, em uma grande ruptura com a tradição.

Foi oferecida aos convidados do casamento do príncipe William e Kate Middleton, em 29 de abril, a escolha de trajar uniformes, terno do tipo tradicionalmente usado no trabalho ou o fraque ("morning suit") tradicional, que inclui paletó com parte de trás mais longa.

Tradicionalmente, as figuras seniores do governo usariam fraque -- o traje de cerimônia negro no qual o paletó tem a parte da frente mais curto e a parte de trás mais longa -- em ocasiões como essas.

Mas esse traje é visto como sendo associado aos privilégios da classe alta, imagem da qual Cameron -- formado na escola particular de alto nível Eton e na Universidade Oxford -- vem se esforçando para se dissociar.

O premiê vem procurando afastar a impressão de que faz parte da elite inglesa desde que vieram à tona fotos dele como sócio do Clube Bullingdon, um clube de elite de Oxford cujos membros ricos usam fraque em seu jantar anual.

Indagado sobre o traje que Cameron usará no casamento, que terá a presença de dignitários de famílias reais estrangeiras em traje tradicional e também de membros comuns do público, um porta-voz do premiê respondeu: "O primeiro-ministro usará um terno."

A mídia local sugeriu que o vice-primeiro-ministro, Nick Clegg, e o líder da oposição, Ed Miliband, também devem optar por ternos comuns.

(Reportagem de Mo Abbas)

Topo