UOL Estilo

19/05/2009 - 07h33

Fartas mesas de doces recheiam casamentos com opções para variados gostos

CHRIS CAMPOS
Da Redação
O bolo pode ser a estrela da festa, mas é na mesa de doces que ficam as maiores tentações de qualquer casamento. É básica a cena de tias e avós recheando suas bolsas com camafeus, bem casados e outros quitutes açucarados. Mocinhas também não conseguem conter o entusiasmo ao avistar pilhas de maravilhas confeitadas com marzipã, fios de ovos e coco. E dá-lhe champanhe acompanhada de docinhos durante toda a festa. Não é preciso nem provar o jantar, mas os doces não escapam de olhares de cobiça ou de mãos abusadas.
  • Divulgação

    Copinhos de doces cremosos variados do recém-inaugurado ateliê Jean et Marie


De doce em doce, algumas experts neste mercado já conhecem de cor e salteado o comportamento das noivas que chegam alvoroçadas em seus ateliês e bufês. "Muitas delas chegam com a lista de doces, provados em outros casamentos ou indicados pelas amigas, nas mãos", conta Isabella Suplicy, umas das doceiras mais requisitadas da cidade, que aposta no sucesso garantido dos doces clássicos, mas adora inventar novidades a cada temporada.

"Camafeu, trouxinha de coco, doces de ovos e waffles de chocolate são sempre muito pedidos, mas noiva adora uma novidade também", explica Isabella. Por isso, ela não cansa de apresentar novas delícias às moças casadouras e às mães que costumam acompanhá-las na saga da escolha. Delícias recentes confeccionadas em seu ateliê de doces e bolos, aberto em 1995, são a rosa de doce-de-abóbora com fitas de coco e a casquinha de laranja kinkã recheada com doce de laranja e água de flor-de-laranjeira. Para este ano, ela aposta em um doce de inspiração oriental: uma flor de tâmara com recheio de brigadeiro de romã. Entre os clássicos, ela cita sua trufa ouro, recheada com brigadeirão caramelado e, segundo ela, a campeã de cópias não-autorizadas por outras doceiras.

Doce também sofre o impacto de modismos. Já teve a onda das torres de brownies em formato de bolos de noiva, dos doces árabes e dos feitos à base de chocolate e de leite condensado - esta resistente até hoje. Na última edição da feira Casar, realizada no início do mês, doces com estas características foram avistados aos montes. Para Isabella Suplicy, é um erro apostar apenas em um sabor predominante em festas de casamento. "Uma boa mesa de doces tem de ter um pouco de tudo: nozes, damasco, chocolate, ovos...", explica. "É preciso pensar no gosto geral dos convidados e não só no gosto pessoal da noiva".
  • Divulgação

    Entre os doces do bufê Arroz de Festa, estão as trufas de erva-cidreira


Cupcakes também têm sido bem requisitados nos ateliês de doces. Há também a onda recente dos macarrons, despertada pela euforia de Maria Antonieta na versão cinematográfica dirigida por Sofia Coppola, como substituto do tradicional bem casado. Os dois doces, afinal, têm em comum o fato de serem duas partes unidas por um recheio em comum - simbolismo de uniões doces e felizes.

Opções clássicas, inspiradas na pâtisserie francesa à parte, a chef Adriana Cymes, do bufê Arroz de Festa, não hesita em indicar às clientes doces com um gosto mais abrasileirado, como balinhas de leite, doces de frutas cristalizadas, bombocados e quindins. "Acho uma delícia rechear a mesa de doces com sabores familiares", diz. Mas ela sabe que a preferência das noivas ainda recai sobre os doces finos, os sabores clássicos e o indefectível chocolate. Por isso, seu cardápio de doces inclui delícias como: creme de chocolate branco com mascarpone e frutas vermelhas, macarrons, bem casados e o sofisticado calisson, uma versão provençal do marzipã: massa de óstia, recheio de massa de amêndoas e glacê branco. Mas, por enquanto, os doces só podem ser incluídos no serviço completo de seu bufê. "No ano que vem, terei estrutura para vender os doces separadamente", planeja.

Já quem prefere ir direto ao lugar incomum, endereços como o recém-inaugurado ateliê Jean e Marie são boas pedidas. Sob o comando do casal de chefs Patrícia e Michael Brock, o ateliê tem foco nos doces inspirados na tradição doceira francesa. A especialidade da casa, claro, são os macarrons. Mas miniaturas de tortas e copinhos recheados com mousses, geléias e bavaroises também fazem muito sucesso. "Nossos doces, além de gostosos, são muito visuais", explica Patrícia Brock.

No álbum de fotos, você vê opções variadas de docinhos para casamentos.

Serviço:
Adora Doces
Alameda Campinas, 1253, Jardim Paulista, São Paulo
Telefone: 11 3884-6969

Arroz de Festa
Telefone: 11 4702-6029
www.arrozdefesta.com.br

Conceição Bem Casados
Rua Otoniel Mota, 44, Jardim Paulista, São Paulo
Telefone: 11 3057-3505
www.conceicaobemcasados.com.br

Isabella Suplicy
Telefone: 11 3726-1894
www.isabellasuplicy.com.br

Jean et Marie
Rua Prof. José Benedito de Camargo, 74, Itaim Bibi, São Paulo
Telefone: 11 3044-1197
www.jeanetmarie.com.br

Louzieh
Alameda dos Aicás, 1306, Moema, São Paulo
Telefone: 11 5092-3052 ou 22 2551-2220
www.louziehdoces.com.br

Chris Campos é jornalista e editora do site Casa da Chris (www.casadachris.com.br)

Compartilhe:

    Hospedagem: UOL Host