Comportamento

topo

Na sua cama, quem dá as cartas?

Getty Images
imagem: Getty Images

Veja qual é o perfil do seu relacionamento sexual a partir do teste elaborado com a colaboração de João Luis Borzino, terapeuta sexual e médico sexologista pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, em São Paulo

  • Getty Images

    O outro

    Suas respostas indicam que é o par quem dita o roteiro da vida íntima do casal. Isso significa que, geralmente, ele determina como será a transa. "Quem dá as cartas na cama é quem imprime o ritmo da relação. Se a pessoa estiver sem vontade, o sexo será morno. Por outro lado, se estiver estimulada, a transa provavelmente será animada", afirma o terapeuta sexual João Luis Borzino. Resta avaliar a quantas anda a sua satisfação no sexo e, se for o caso, investir em uma conversa com o par.

  • Getty Images

    Você

    Segundo suas respostas, é você quem gosta de determinar como será a vida sexual do casal. Prefere que tudo aconteça de acordo com as suas preferências e não gosta de ser dominado. Tudo bem seguir agindo assim, desde que a situação também agrade o par. "Há pessoas sexualmente proativas, que costumam ter mais iniciativa na relação íntima", diz o terapeuta sexual João Luis Borzino. Nessa situação, se o par preferir ser dominado, a relação desfrutará do equilíbrio necessário.

  • Getty Images

    Os dois

    Tudo indica que, na cama, você e o par têm bastante afinidade. Ambos tomam a iniciativa quando estão a fim e, ao mesmo tempo, há uma preocupação em respeitar e agradar um ao outro. Ninguém precisa dominar na cama o tempo todo. "A forma de tomar iniciativa pode ser diferente e até a maneira de reagir aos estímulos, sem que isso traga qualquer problema ao relacionamento. Essas características são moduladas pelo momento, pelo estado físico e pelas emoções", afirma o terapeuta sexual João Luis Borzino.

  • Getty Images

    Nem você nem o par

    Suas respostas indicam que o casal está desestimulado e acaba transando esporadicamente, sem desfrutar de muito prazer nos momentos a dois. Pode ser que estejam juntos há muito tempo e que o sexo tenha caído na rotina. "Com o tempo de convivência, a vida sexual do casal deve mudar. A intimidade tem de se intensificar, para que ambos amadureçam sexualmente", diz o terapeuta sexual João Luis Borzino. O que é muito diferente de negligenciar o sexo. Para resolver a questão, uma boa conversa é o primeiro passo.