Comportamento

11 expressões corporais indicam se um encontro está sendo um sucesso ou não

Do UOL, em São Paulo

Entender as mensagens que uma pessoa envia por meio do corpo é sinal de inteligência emocional. Desenvolver essa aptidão pode ser especialmente útil durante o primeiro encontro, quando ainda não se conhece bem o par, mas as expectativas, de ambos os lados, costumam ser altas.

“O romance e a conquista não acontecem em linha reta, de forma matemática e lógica. Aqueles que entendem a sutileza dos gestos costumam ser mais bem-sucedidos”, diz Sergio Savian, psicanalista e psicoterapeuta corporal especializado em relacionamentos.

Veja, a seguir, 11 gestos e expressões corporais que podem indicar sucesso ou fracasso em um primeiro encontro.

  • Orlando/Arte UOL

    Olhar no olho do par

    "O tempo deve ser o suficiente para descobrir qual a cor dos olhos do outro", afirma o psicólogo João Oliveira, autor de "Relacionamento em Crise" (Wak Editora), livro que será lançado em março. Caso demore mais, pode ser interpretado como provocação. Por outro lado, olhar para cima demonstra vontade de ir embora imediatamente e, para o lado, pode significar que o outro está sendo avaliado.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Sorrir abertamente

    No sorriso verdadeiro, o músculo em torno dos olhos se movimenta em sincronia com os músculos do canto da boca. E esse é um ótimo sinal. Quando demonstra uma emoção falsa, só o lábio se movimenta e não há brilho no olhar.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Inclinar para a frente

    Significa interesse e atenção pelo par. Outro bom sinal é quando um "invade" o espaço íntimo alheio --uma área imaginária de mais ou menos 45 centímetros em torno de cada pessoa-- sem que o outro recue.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Beijar mais perto da boca

    Preste atenção na hora do cumprimento. Quando há interesse, é comum manter uma distância menor ao se tocar as bochechas. Quando falta afinidade, a pessoa pode virar rapidamente o rosto, de modo a evitar a área próxima à boca. O beijo acaba saindo mais próximo da orelha.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Espelhar os gestos

    Um pega o copo, o outro pega também. Um coloca a mão na mesa, o outro faz o mesmo. Muitas vezes inconscientes, gestos iguais demonstram sintonia.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Levantar as duas sobrancelhas

    "O gesto é rápido, dura menos de um segundo. Demonstra surpresa e admiração pelo que o outro diz. Geralmente, é acompanhando de um pequeno sorriso simétrico, aquele em que os dois cantos da boca levantam", diz Giovanni Mileo, especialista em motivação e linguagem corporal e autor de "O Livro Mais Incrível de Automotivação e Linguagem Corporal" (editora Halley). Se o gesto demorar mais tempo, indica que a pessoa está forçando a barra: deseja mostrar que está interessado quando, na verdade, não está.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Braços cruzados

    É um péssimo sinal. Denota afastamento e falta de interesse. Quando, ao contrário, os braços se mantêm mais abertos, mostrando a região do peito, significa simpatia e alegria.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Pés posicionados para a porta ou para o lado oposto ao do par

    Sinal vermelho: a posição dos pés mostra que o par deseja se livrar daquela situação, ir embora.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Prender o cabelo atrás da orelha com a mão

    Com casais heterossexuais, é um forte indicativo de que existe interesse da mulher pelo homem. "Deixar o pescoço visível é sinal de confiança no parceiro que está diante dela", diz o psicólogo João Oliveira. "O movimento demonstra vontade de ouvir o outro melhor", fala Mileo, especialista em linguagem corporal.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Deixar a bolsa sobre o colo

    Não é uma boa postura quando se está diante do parceiro. "Trata-se de uma estratégia de proteção, usada por quem deseja manter certa distância ou vê o outro com receio", diz Oliveira.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

  • Orlando/Arte UOL

    Colocar a mão no queixo

    Não é um péssimo sinal, mas é bom ficar atento. Se um dos dois coloca a mão no queixo, como se estivesse com uma pequena coceira, significa que o outro está sendo avaliado.

    Imagem: Orlando/Arte UOL

Topo