Sexo

15 mulheres contam como tiveram orgasmos incríveis sem precisar fazer sexo

Reprodução/YouTube
A atriz Meg Ryan em cena do filme "Harry e Sally" (1989), no qual sua personagem simula um orgasmo em um restaurante imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

Se para algumas mulheres chegar ao orgasmo é difícil, para outras, o clímax pode ser atingido em locais bastante inusitados e --pasme-- sem necessidade de fazer sexo.

Veja a seguir os relatos de 15 mulheres ao site americano “Thought Catalog”.

  • No alongamento

    "Estava na aula de educação física, no ensino fundamental, pendurada em uma barra, quando tive um orgasmo. Na época, não entendi o que tinha acontecido e tentei repetir a sensação por semanas, sem sucesso. Um ano depois, eu me masturbei pela primeira vez e pensei: ah, então foi isso." | Jenny, 22

  • Durante uma crise de espirros

    "Estava em casa lendo e, de repente, tive uma crise de espirros daquelas que não se pode controlar. Espirrei três vezes com muita força e tive um orgasmo tão forte que caí da cadeira. A melhor parte foi perceber que estava caída no chão, com a mão cheia de catarro e sentindo prazer." | Addison, 29

  • No avião

    "Durante uma viagem de avião, estava tentando me desenrolar de um cobertor que estava no meio das minhas pernas. Tinha 19 anos e me senti muito safada por fazer isso. Depois, fiquei sabendo da existência do 'mile high club' (clube que reúne pessoas que já fizeram sexo em aviões) e percebi que tinha sido muito ingênua por achar que estava fazendo algo inédito." | Evelyn, 26

  • Andando a cavalo

    "Estava montada em um cavalo durante minhas aulas de equitação no ensino médio. Fazia alguns saltos, quando o cavalo se assustou com alguma coisa e se levantou por um segundo. A mudança de ritmo me fez ter de esfregar a virilha no animal e foi aí que tive o orgasmo mais estranho da minha vida. Não consegui olhar nos olhos do cavalo por uma semana." | Mila, 24

  • Pendurada em um elástico

    "Estava saltando em um 'sling shot' em uma feira com uma amiga. É um brinquedo em que você é amarrado em um tipo de elástico e fica subindo e descendo no ar. Tive um orgasmo tão forte quando pulei que até perdi um chinelo. Minha colega morreu de rir e nunca mais esqueceu disso. Como estávamos só nós duas e ela era minha melhor amiga, não vi tanto problema. Foi engraçado acima de tudo." | Eva, 23

  • Fazendo flexões

    "Eu era caloura na faculdade e estava fazendo flexões na academia com bastante dedicação, quando eu tive um orgasmo incrivelmente intenso na frente de 20 pessoas. Fingi que era uma câimbra muito forte, mas fiquei muito envergonhada mesmo assim." | Audrey, 21

  • Andando de bike

    "Comigo aconteceu quando estava andando de bicicleta aos sete anos. Fiquei horrorizada e contei para minha mãe que alguma coisa tinha picado minhas partes íntimas porque não sabia como explicar o que senti. Na verdade, achei que algo estivesse errado comigo." | Ellie, 28

  • Fantasiando com o professor

    "Tive uma paixão muito forte pelo meu professor de literatura medieval quando estava no segundo ano da faculdade e, claro, aproveitava as aulas para fantasiar bastante. Certa vez, construí um cenário tão incrível em minha mente que cheguei ao orgasmo ali mesmo e comecei a suspirar na frente de todo mundo. As pessoas então começaram a me olhar estranho e eu fingi que estava com tosse para disfarçar, mas não deu muito certo." | Chloe, 24

  • Na aula de ioga

    "Comecei a fazer ioga há cerca de dez anos. Um dia, do nada, tive um orgasmo muito intenso no final da aula e soltei um gemido alto na frente de toda a turma. Felizmente, o estúdio que frequento é bem tranquilo, e o professor e os colegas riram e bateram palmas para mim. Foi incrível." | Alexis, 31

  • No metrô

    "Parece bobagem, mas tive meu primeiro orgasmo acidental depois de ler um artigo sobre os exercícios de Kegel (contrações que fortalecem o assoalho pélvico) em uma revista feminina. Estava determinada a ter a vagina mais forte do mundo, por isso comecei a praticar várias séries diariamente. A melhor coisa desses exercícios é que você pode praticar em qualquer lugar e eu resolvi fazer no metrô, indo para o trabalho. Foi então que, de maneira totalmente inesperada, tive um orgasmo, que fez a terra tremer e acabei me abaixando no banco. Todo mundo pensou que eu fosse vomitar." | Vicki, 26

  • Fazendo cocô

    "Tive um orgasmo enquanto fazia cocô. Não foi nada agradável. Eu me senti como se estivesse comendo uma deliciosa fruta com minha cabeça enfiada em uma lata de lixo." | Jamie, 24

  • Praticando escalada

    "Meu primeiro orgasmo foi sem querer. Tinha 12 anos e estava participando de um acampamento da igreja. Estava fazendo um curso de escalada em que usava uma espécie de 'arreio' e ficava presa por cordas. Nada como experimentar uma grande sensação de prazer quando se está pendurado no ar, a 12 metros de altura, com seu pastor te segurando e dizendo que tudo vai ficar bem. Ele pensou que eu estava morrendo de medo de cair" | Piper, 25

  • Descendo a colina

    "Tinha 14 anos e estava passeando de quadriciclo com minha prima de 17 anos. Estava sentada atrás dela e nós chegamos ao topo de uma colina. Ela não imaginou que a descida seria tão difícil e nós fomos derrapando, de soquinho, até bater. Ela deu um jeito de não capotarmos e, quando finalmente paramos, soltei um gemido terrível no ouvido dela. Então, meu primeiro orgasmo foi duplamente assustador." | Julia, 20

  • Fazendo abertura de pernas

    "Fui animadora de torcida enquanto estava na universidade e tive um orgasmo super estranho durante um exercício de abertura de pernas. Bem, fiz um bilhão de aberturas na faculdade e isso nunca mais aconteceu. Infelizmente, tenho tendência a urinar um pouco quando tenho um orgasmo e tive de correr para o vestiário. Ninguém notou, mas foi uma das experiências mais confusas da minha vida." | Camilla, 24

  • Escorregando no toboágua

    "Quando estava no segundo ano do ensino médio, estava em um parque aquático e havia um grande toboágua. Era preciso esperar meia hora para escorregar. Minha vez finalmente chegou e desci com as pernas ligeiramente abertas para ter mais equilíbrio. Aí a água começou a bater, bater, bater e, em questão de segundos, estava tendo um orgasmo que fez minhas pernas tremerem. Quando cheguei lá embaixo, eu me joguei na piscina como se estivesse morta, de tão relaxada que fiquei. Conversando com minhas amigas depois, percebi que não tinha sido a única a experimentar isso." | Kaitlyn, 26

Topo