Sexo

5 posições para facilitar o sexo anal para iniciantes

Do UOL

A posição de quatro apoios é um clássico da representação do sexo anal, mas não é a mais adequada para quem está iniciando na prática. O problema é que ela permite uma penetração profunda, que pode causar desconforto.

A seguir, especialistas ouvidos pelo UOL indicam outras cinco posições para sentir prazer com esse tipo de penetração, especialmente nas primeiras tentativas. Qualquer uma que escolher, não economize no uso de lubrificantes à base de água, para obter o máximo prazer --sem dor-- com a relação.

 

  • Caio Borges/Arte UOL

    Plugue anal

    Antes de partir para a penetração propriamente dita, uma recomendação para quem quer iniciar na prática do sexo anal é usar um plugue anal. Uma posição confortável para o uso do acessório é com o homem por cima do par, que estará deitado, de bruços, com o bumbum empinado. Então, deve-se aplicar lubrificante no ânus do parceiro e no plug, antes de inseri-lo suavemente. "No mercado erótico, há uma imensa oferta de tamanhos, formas e espessuras desse objeto. No início, o ideal são os mais curtos e finos, que podem ser trocados com o tempo, até que o parceiro esteja pronto para iniciar a penetração", explica a ginecologista Franciele Norma Minotto, especializada em terapia sexual pela Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo.

    Imagem: Caio Borges/Arte UOL

  • Caio Borges/Arte UOL

    "Conchinha"

    A posição de conchinha, em que a pessoa que será penetrada fica de lado e o parceiro encaixa-se atrás dela, é boa para iniciar a penetração anal, porque o pênis entrará de forma mais rasa. "O segredo é inserir o pênis, de forma lenta, em um ângulo de 45 graus, ou seja, apontando para o umbigo. Assim, o penetrado vai se sentir mais confortável", diz a ginecologista.

    Imagem: Caio Borges/Arte UOL

  • Caio Borges/Arte UOL

    Exposição controlada

    Nesta posição, a pessoa que penetra fica por cima do outro que, por sua vez, mantém as pernas um pouco elevadas e o joelho flexionado. Embora relaxe, quem é penetrado não fica com o ânus tão exposto. Nesse ângulo, também é fácil afastar o parceiro, caso não esteja gostando da relação. "Quando o pênis encostar no ânus, haverá contração. O ideal é permanecer encostado sem penetrar, para que o ânus relaxe, e só então continuar", diz a sexóloga Carla Cecarello, fundadora do projeto Ambsex (Ambulatório de Sexualidade).

    Imagem: Caio Borges/Arte UOL

  • Caio Borges/Arte UOL

    Estimulação variada

    Nesta posição, quem está sendo penetrado consegue controlar velocidade, ângulo e profundidade da penetração. Quem irá penetrar deverá se deitar de costas para que a outra pessoa, sentada de frente para o par, vá descendo aos poucos sobre o pênis. "A posição permite masturbar o parceiro que está sendo penetrado pelo ânus, para facilitar o orgasmo", diz o urologista e sexólogo Celso Marzano, autor do livro "O Prazer Secreto" (editora Eden).

    Imagem: Caio Borges/Arte UOL

  • Caio Borges/Arte UOL

    "Conchinha" revisitada

    A posição é uma variação da conchinha. Ambos estão de lado, porém, um está de frente para o outro, com as pernas entrelaçadas. Aqui a penetração é rasa, o que é uma vantagem para os iniciantes na prática. A postura exige certo esforço físico, é verdade, e compensação, torna possível olhar no olho do parceiro e beijá-lo com facilidade.

    Imagem: Caio Borges/Arte UOL

Topo