Sexo

7 passos para tornar o uso da camisinha mais natural

Getty Images
Se você já sabe que vai transar, mantenha o preservativo por perto, como no criado-mudo imagem: Getty Images

Priscila Rodrigues

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Aquela paradinha básica para colocar a camisinha, volta e meia, costuma acabar com clima, não é mesmo? Para evitar estresse e acabar com um sexo que prometia ser incrível, aprenda algumas sugestões com especialistas e torne esse momento crucial livre de tensões e cheio de prazer.

  • Diversificar é bom

    É importante o homem experimentar diversos modelos e texturas até encontrar a que se adapta melhor ao seu estilo e até a certas ocasiões. Alguns têm receio de ejacular rápido demais, o que às vezes costuma acontecer em situações de ansiedade. Então, o ideal é usar um preservativo com substâncias retardantes, como benzocaína e anestésico. Outros se sentem mais confortáveis com camisinhas mais finas, que não atrapalham a sensibilidade; há os que necessitam de tamanhos diferenciados, os que preferem as grossas e resistentes, os que gostam das coloridas, aromatizadas, que esquentam ou esfriam...

  • Usar a boca

    Muitos homens adoram que o par use os lábios para ajudar a colocar o preservativo --o efeito erótico da atitude quebra um possível pequeno estresse com a "paradinha" para pôr a camisinha. Segundo a terapeuta sexual Carla Cecarello, fundadora da ABC (Associação Brasileira de Sexualidade), para a manobra dar certo é preciso vestir primeiro o pênis com o preservativo e depois ir desenrolando com boca. "Sempre tomando o cuidado para não encostar os dentes, o que pode causar o rompimento do látex", diz. Se possível, quem está com os lábios em ação pode também dar uma forcinha extra à excitação usando as mãos para acariciar o escroto.

  • Não esperar o momento certo

    Para Arlete Girello Gavranic, coordenadora do curso de pós-graduação em educação e terapia sexual do Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática, a temida brochada com a pausa acontece porque o homem espera sentir a hora de gozar para colocar a camisinha. "O ideal é colocá-la logo início das carícias para tornar o seu uso mais natural e não interromper o momento", afirma. "Além disso, é importante lembrar que a secreção que sai do pênis durante a excitação é suficiente para provocar uma gravidez indesejada ou transmitir doenças", fala a especialista.

  • Adotar lubrificantes

    Durante a sessão de carícias e/ou masturbação, apostar em lubrificantes e géis com aroma para estimular o pênis é uma ótima estratégica para manter a excitação. "Ajuda a relaxar e facilita a colocação do preservativo, sem prejudicar a animação", fala Aline Castelo Branco, educadora sexual e pesquisadora do Nusex/Unesp (Núcleo de Sexualidade da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho).

  • Deixar a camisinha à mão

    Se você já sabe que vai transar, mantenha o preservativo por perto --no criado-mudo, na beirada da cama, perto do sofá etc. Na hora H, iniciar uma caça à camisinha tem tudo para acabar com a excitação. Esse desespero certamente vai custar minutos preciosos até começar tudo de novo.

  • Beijar, beijar e beijar

    "Quebra o clima ter de parar o que se está fazendo para colocar a camisinha. Por isso, seguir com as carícias e não abrir mão do contato físico ajuda a prolongar a ereção. E os beijos na boca são a maior demonstração de intimidade em uma circunstância dessas", conta Carla.

  • Continuar a excitar

    Pedir para o par colocar a camisinha em você permite que fique com as mãos livres para toques e carícias. E, quando estiver com a camisinha, o homem pode continuar com as preliminares mais um tempinho, em vez de simplesmente partir para a penetração.

Topo