Sexo

8 dicas para ajudar um par travado a se soltar na cama

Getty Images
Se o par se mostrar resistente, procure compreender a razão e inverter a situação em vez de insistir imagem: Getty Images

Priscila Rodrigues

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Timidez, medo de julgamentos, vergonha ou mesmo uma educação mais conservadora e repressiva podem causar bloqueios na hora do sexo e atrapalhar o mais entusiasmado dos casais. Paciência, confiança e muito jogo de cintura –principalmente antes da transa– costumam surtir bons resultados. Mas como isso funciona na prática? O UOL selecionou sugestões de especialistas em comportamento e sexualidade.

  • Seja um bom ouvinte

    Nos primeiros encontros, em geral, a vontade de agradar e de mostrar o melhor de si pode deixar certas pessoas ansiosas e nervosas. É comum ainda que algumas tenham medo de serem julgadas de forma negativa. "Homens e mulheres costumam relaxar imediatamente quando percebem receptividade", diz Arlete Girello Gavranic, coordenadora do curso de pós-graduação em educação e terapia sexual do Isexp (Instituto Brasileiro Interdisciplinar de Sexologia e Medicina Psicossomática). Frases do tipo "Você me diverte muito com suas histórias" ou "Adoro o seu senso de humor" podem levar os "travados", aos poucos, a soltarem a língua sobre assuntos mais picantes.

  • Passe o controle

    Se você quer experimentar algo novo na cama e o par se mostra resistente, procure compreender a razão e inverter a situação em vez de insistir. Às vezes, a recusa acontece não por pudor ou vergonha, mas por receio de não estar à altura das suas expectativas. Para tentar convencer alguém a topar novidades, uma sugestão que costuma dar certo é propor mais de uma alternativa ou de um jeito de realizar. Dessa forma, a pessoa vai sentir que tem poder de escolha, o que ajuda a relaxar e a se soltar. Outra coisa: falar "Vamos tentar juntos" faz toda a diferença, porque coloca os dois no mesmo patamar e torna o relacionamento mais íntimo.

  • Apresente referências

    De acordo com Arlete, a literatura sensual é ótima para desatar os "nós" que impedem homens e mulheres tímidos de experimentarem coisas diferentes no sexo. "Histórias e contos eróticos podem ser lidos juntos, principalmente as passagens mais picantes. Ou um pode enviar um trecho para o outro por mensagem ou e-mail antes do encontro", diz. Ela recomenda também filmes --românticos, envolventes ou pornográficos, conforme o caso-- para inspirar situações, aprender posições ou simplesmente quebrar o tabu de que certas coisas são "feias" ou "imorais".

  • Faça massagem

    Para a terapeuta sexual Carla Cecarello, fundadora da ABS (Associação Brasileira de Sexualidade), nada ajuda mais a entrar no clima do que uma gostosa massagem sensual. "O ideal é começar pelas costas, deter um tempo maior no bumbum e estimular também os seios ou o tórax, além da parte interna das coxas. Evite a região genital e os mamilos. A pessoa tem de ficar excitada ao máximo antes de sentir prazer nas áreas mais sensíveis", afirma. Mais dicas: usar o próprio corpo para massagear o do outro e apostar em loções ou cremes permite sensações intensas.

  • Proponha um banho a dois

    Na opinião de Carla, dividir o boxe ou a banheira antes de partir para as vias de fato ajuda a criar um clima relaxante de intimidade, sem perder o foco do que realmente interessa. "Um deve ensaboar bem o corpo um do outro, de preferência com uma esponja macia e sabonete líquido, e fazer bastante espuma. A dica é trocar carícias suaves, com as pontas dos dedos, sem tocarem os genitais", diz.

  • Prepare o ambiente

    Para Aline Castelo Branco, educadora sexual e pesquisadora do Nusex/Unesp (Núcleo de Sexualidade da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho), montar um cenário aconchegante para o par é fundamental. "Isso provoca no outro a sensação de confiança e cuidado", afirma. Velas aromáticas, flores, lençóis e almofadas fazem toda a diferença, assim como uma iluminação que crie um clima aconchegante. "Para finalizar, coloque uma música de fundo com um suingue mais sexy", diz Carla.

  • Inicie o clima bem antes

    Para a psicóloga Juliana Bonetti Simão, especialista em sexualidade, sair para jantar pode parecer clichê, mas funciona muito bem na prática. "A relação sexual, sendo combinada ou não, torna-se ainda melhor e mais íntima quando o casal inicia a sedução em um restaurante agradável e charmoso, que favorece a conversa e o romance", diz. "Há casais que gostam de se excitar conversando virtualmente, isso estimula a libido, faz com que ambos possam seduzir, falar sacanagens e estimular seu potencial erótico", fala Arlete.

  • Fale sobre você

    Sobre você, e não de você. "Isso significa saber se expressar, falar sobre os próprios sentimentos, dificuldades e preferências", afirma Juliana. Abrir o coração demonstra empatia e interesse --o par vai se sentir mais seguro, acolhido e principalmente mais interessado.

Topo