Comportamento

O encontro se revelou uma furada? 6 estratégias para sair dele com classe

Thais Carvalho Diniz

Do UOL, em São Paulo

Não faltam sites especializados, redes sociais e aplicativos para celular que ajudam os solteiros a conhecerem alguém. Mas e quando, já ao vivo e em cores, não rola química? Com algumas estratégias, é possível pôr fim em um encontro ruim sem ser deselegante.

Antes de qualquer coisa, não exagere nas expectativas, um dos erros mais comuns ao marcar um encontro. O outro fica para a escolha do programa, que não deve ultrapassar o tempo de um café ou um drinque simples --algo em torno de 15 a 30 minutos. E lembre-se: quanto mais informal for, mais fácil será sair dele.

“As pessoas estão cada vez mais ansiosas e imediatistas. Você vê uma foto interessante, mal conversa e já marca algo. Não querer perder tempo diminui a chance de sucesso. É importante selecionar mais e aproveitar a facilidade do mundo virtual para formar uma opinião se vale a pena ou não se encontrar pessoalmente”, afirma Pamela Magalhães, psicóloga especialista no atendimento de casais.

A seguir, veja como lidar com encontros que precisam acabar.

Consultoria: Fabiano Rampazzo, jornalista e coautor do “Manual do Xavequeiro”; Pamela Magalhaes  e Alexander Voguer, psicólogo e coach de relacionamentos.

  • Pegue leve na sinceridade

    Ser sincero e dizer que não rolou química entre vocês pode dar brecha para a pessoa tentar consertar o que não está legal e acabar piorando a situação. Mas não vale também ser grosseiro. Uma saída é inventar uma desculpa inocente para abreviar o programa.

  • Apelo familiar

    Nada de ir ao banheiro e fugir pela porta dos fundos. Mesmo que não seja o amor da sua vida, lide com a situação com respeito. Dizer que recebeu uma mensagem/ligação de pai, mãe e irmãos sempre funciona. É mais convincente do que mencionar problemas de amigos e menos clichê do que inventar uma dor de cabeça. Segundo os especialistas, assuntos relacionados à família são mais íntimos, e você corre menos risco de ser questionado sobre o que está acontecendo.

  • Outro compromisso

    A estratégia pode ser usada ao marcar o encontro --"tenho de ir embora tal hora, porque, no mesmo dia, é o aniversário da minha tia avó"-- ou durante o programa, alegando que você esqueceu que tinha um compromisso. Se a companhia estiver agradável, adie o término ou saia deixando o próximo encontro já agendado.

  • Presença surpresa

    A estratégia é antiga, mas ainda funciona. Leve um amigo com você para o local --ou perto dele-- e, se o encontro estiver ruim, combine um sinal para que ele te ajude a sair da situação.

  • Celular aliado

    Caso você não queira nenhum terceiro envolvido no seu encontro amoroso, use a tecnologia a seu favor. Antes de ir para o local, deixe o telefone programado para despertar cerca de 20 minutos após o início. Se rolar química, é só desligar. Se o contrário acontecer, finja que alguém está ligando e precisando de você com urgência.

  • O dia seguinte

    Você usou uma das estratégias acima e, mesmo assim, a pessoa te procurou no dia seguinte? Não apele para saídas deselegantes como bloqueá-la nas redes sociais. Uma maneira eficiente de lidar com o insistente é ir esfriando a "relação". Em vez de responder imediatamente, demore e use mensagens curtas. "As pessoas precisam respeitar o que sentem. Não pode se sentir na obrigação de ficar ali ou repetir algo que não foi satisfatório. Porém, existem formas educadas de encerrar o contato, sem ferir a vaidade de ninguém. Afinal, um dia, a situação pode ser a inversa", afirma Pamela.

Topo