Comportamento

Concurso elege foto de mulher amordaçada e revolta internautas

Reprodução
Publicação inicial divulgou a premiação de imagem considerada 'divertida' por agência esportiva imagem: Reprodução

Thiago Guimarães Da BBC Brasil em São Paulo

Um concurso cultural promovido por uma agência esportiva provocou controvérsia nas redes sociais ao premiar uma imagem considerada machista e violenta por internautas.

A promoção da OTB Sports, empresa que gerencia carreiras de jogadores e técnicos de futebol, foi lançada no último dia 20.

O objetivo era premiar o torcedor flamenguista que publicasse a melhor foto que representasse "seu amor pelo Flamengo". O prêmio: uma camisa autografada do atacante peruano Paolo Guerrero, atleta gerenciado pela empresa.Na terça-feira, a OTB publicou o resultado em sua página no Facebook. A imagem vencedora mostra um torcedor flamenguista comemorando em frente à TV e uma mulher, aparentemente fã de uma equipe rival, presa e amordaçada em uma cadeira ao lado.

A reação nas redes foi imediata. "Será que não confundiram e escolheram a pior?", escreveu Thatiana Penna de Lima. "Que vergonha, hein, OTB Sports, Melhor já ir preparando a retratação", foi a mensagem de Paulinha Mariá.

"Ofensivo", "vergonhoso" e "violento" foram alguns outros adjetivos usados para descrever a imagem.

Na avaliação desses internautas, a foto premiada descumpriu o regulamento do próprio concurso. Uma das regras dizia que a imagem a ser selecionada não poderia ter "cunho ofensivo, imoral, racista, discriminatório, com teor ilícito ou imagens que sugiram ou estimulem atos que possam colocar em risco a saúde, segurança e vida da audiência".

Diante da repercussão negativa, a OTB apagou a publicação com a foto controversa e desclassificou a imagem. O post original foi reproduzido pelo site Dibradoras, página que luta por mais espaço para as mulheres no meio esportivo.

Após os comentários críticos dos internautas, a OTB publicou a seguinte mensagem:

NOTA OFICIAL

"A OTB Sports vem a público se retratar do mal entendido que praticou no Concurso Cultural publicado nas suas redes sociais nesta terça-feira (28.07.15).

Entendemos o posicionamento de cada opinião e achamos por certo desclassificar a imagem divulgada e realizar uma nova auditoria.

Nosso objetivo em nenhum momento foi transmitir o machismo ou atuar como veículo de promoção do ódio. Não somos assim. Pedimos nossas sinceras desculpas a todas as pessoas que se sentiram ofendidas. Na quarta-feira (29.07.2015), publicaremos o novo ganhador."

A retratação não satisfez alguns internautas, que passaram a criticar a empresa por classificar o episódio como "mal entendido". "Não foi mal entendido, foi machismo mesmo. Assumam o erro de forma correta", escreveu Felipe Galvão.

O responsável pela foto polêmica afirmou no Instagram, em resposta a um usuário que disse não ter visto machismo na imagem, que "a maldade está nos olhos de quem vê".

A BBC Brasil procurou a OTB Sports nesta quarta-feira, mas não havia obtido resposta até a publicação desta reportagem.

Topo