Comportamento

Egípcios falam sobre dificuldade de se assumir transgênero no país

O Egito é o único país árabe com leis para pacientes de transtorno de identidade de gênero. Autoridades do governo dizem que tornou-se mais aceitável receber tratamento. Desde 2001, 25 pessoas se submeteram à cirurgia para troca de sexo. Segundo o governo, há cerca de 15 solicitações por ano de mudança de sexo em documentos oficiais. Apesar destes avanços, dois egípcios contam como sofrem com o estigma social em meio a uma cultura conservadora.

Topo