Comportamento

No Dia do Beijo, aprenda dicas e truques com especialistas

Getty Images
Segundo especialistas, o beijo pode acalmar e melhorar as defesas do organismo. Pratique! imagem: Getty Images

RENATA RODE
Colaboração para o UOL

Alguns defendem que o beijo é o termômetro que informa se o parceiro é bom ou não de cama. Sim. Afinal, é uma das etapas preliminares mais importantes antes do ato sexual. E, por essa razão, existe até um dia para se comemorar. A origem da data, ninguém sabe ao certo. Sabe-se apenas que o Dia Internacional do Beijo, 13 de abril, foi criado em 1982 como uma brincadeira escolar, e a notícia espalhou-se pelo planeta.

 

Pensando em comemorar, elencamos algumas dicas para que você aproveite ao máximo a data que, para a terapeuta Cláudya Toledo, deve ser mais do que lembrada. “As pessoas não sabem, mas existem diversos tipos de beijo, e beijar é um ato de saúde mesmo! É comprovado que o beijo pode ativar o funcionamento da nossa saúde orgânica, biológica e energética”, diz a especialista. Ela destaca alguns tipos de beijo para os internautas experimentarem nesse dia e praticarem sempre.

 

 

Variações inesperadas
Quem nunca caprichou em um beijo daqueles de cinema? Todos nós, meros mortais, já nos esforçamos em performances de lábios colados. Para divertir e informar, Cláudya Toledo elenca alguns tipos de beijos e suas representações:

  • Beijo flex: com muita língua, saliva e mordidinhas. Representa prazer.
  • Beijo power: o beijo em que um dita o ritmo para o outro. Representa posse.
  • Beijo surpresa: aquele roubado, que causa susto e prazer inesperado; faz rir. Representa alegria.
  • Beijo tântrico: tem uma evolução, sem hora para terminar. Representa êxtase.

 

Beijo levado a sério
Beijar é uma arte. Você sabia que existem 484 formas de beijar? É o que afirma Pedro Paulo Carneiro, autor do “Dossiê do Beijo”, editado pela Catedral das Letras. Um dos maiores estudiosos do assunto, e também jornalista, escritor, diretor de cinema e TV, Pedro conta, no livro, como essa curiosidade o assolou por anos e anos a ponto de virar pesquisa e trabalho sério.

 

O autor, junto com o psicólogo inglês Marc Thompson, chegou a entrevistar mais de 16 mil pessoas pelo mundo sobre as sensações, curiosidades e histórias do beijo. Seu livro soma 13 anos de intensa busca de informações sobre esse ato tão gostoso e praticado. “Minha pesquisa sobre a arte de beijar começou com simples observações das pessoas se beijando. O que me chamou a atenção, inicialmente, foram as diferentes formas de expressar o beijo. Descobri que se pode claramente identificar a nacionalidade de uma pessoa pela forma com a qual ela beija.”

 

Cinco dos 484 tipos de beijos
O livro de Pedro Paulo Carneiro é uma verdadeira bíblia sobre o ato de beijar. Selecionamos abaixo os beijos mais estranhos para você tentar praticar:

 

Beijo musical - Os lábios não se tocam. Uma boca sopra o ar na outra boca com cuidado, que controla as notas abrindo e fechando os lábios. Este tipo de beijo era muito utilizado na era hippie, principalmente nos Estados Unidos.

Beijo gelo - A introdução de alimentos ou outros objetos durante o beijo é uma forma bem interessante de variar. Neste caso específico, a diferença rápida de temperatura eleva o poder sensual do beijo.

Beijo Blade Runner - É o beijo que marca. A pessoa beijada ficará sentindo o Iatejar de seu beijo em sua boca durante pelo menos cinco dias, já que a pressão de seus lábios feriu sua gengiva e a dor foi anestesiada pelo roçar de sua língua.

Beijo Branca de Neve - Clássico beijo de vida, baseado na origem do beijo, quando as mães mastigavam os alimentos com a boca e depositavam na boca de seus filhos. É um beijo doce, que pode e deve ser dado a qualquer momento.

Beijo escorregadio - “Esta boca costuma escorregar pelo rosto, da testa até atingir os lábios. Gosto de chamá-los de ‘Beijo dos Extremos’. Ou são extremamente ingênuos ou são profundamente sensuais”, diz Pedro Paulo.

 

Curiosidades

  • 29 músculos são ativados em um beijo apaixonado
  • o coração dispara, podendo passar de 70 para 150 batimentos por minuto
  • o corpo se aquece queimando até 15 calorias
  • a pressão arterial sobe
  • são trocadas 250 bactérias junto com a saliva
  • os resíduos da sua saliva permanecem por três dias na boca de quem você beijou anteriormente
  • uma pessoa troca, em média, 24 mil beijos (de todos os tipos, dos maternais aos apaixonados e até roubados) ao longo de sua vida
  • segundo pesquisadores norte-americanos, a saliva que se troca em um beijo "profundo" facilita a digestão e tem efeitos benéficos sobre as defesas do organismo
  • beijar acalma, já que o nível de serotonina no cérebro (substância neurotransmissora que dá a sensação de euforia e relaxamento) aumenta nessa hora



 

Topo