Comportamento

Em época de Copa do Mundo, leve as duas paixões dele para a cama: mulher e futebol

RENATA RODE
Colaboração para o UOL

Foi-se o tempo em que a mulher usava seus dotes culinários para fisgar o parceiro ideal. Hoje, é preciso muito mais que um bom livro de receitas e dom gastronômico. A criatividade na vida a dois é quase determinante. Então, que tal unir as duas paixões do universo masculino na mesma cama? Mulher e futebol é a mistura que pode fazer diferença no relacionamento. “Fiquei doido quando entrei no quarto e vi minha mulher vestindo apenas a camisa do meu time, com um meião até o joelho e salto alto lembrando uma chuteira, só que bem mais sexy. Naquela noite fiz dois gols seguidos”, brinca o empresário carioca R. M., de 41 anos.

Mas por que que essa paixão pela bola mexe tanto com eles na hora do sexo? É cultural, vital e está no DNA da maioria dos machos. Sim, não adianta reclamar, se contorcer ou espernear. A paixão é tão avassaladora que o blogueiro Edu, do http://testosterona.blog.br/, um blog assumidamente machista, causou polêmica na net ao publicar um “manual de procedimentos” para a mulher em meio aos jogos. As afirmações são bem incisivas: “Durante a Copa, a televisão é 100% do homem, afinal esse evento só acontece de quatro em quatro anos e eu mereço ser feliz” ou “Para ter um pouco de minha atenção, de 9 de junho a 9 de julho de 2010, você deverá ler a seção de esportes do jornal diariamente para participar de conversas”. O texto é hilário, mas descreve com humor e fidelidade a obsessão que eles têm por uma bola no campo e um monte de jogadores correndo pra lá e pra cá.

Mas, deixando um pouco o riso de lado, uma especialista no mundo masculino esclarece outro lado da história. “Homens são seres completamente possessivos e objetivos, ou seja, quando eles gostam de uma coisa, amam com toda força e dedicam-se a isso. Assim é com o futebol, que vira praticamente parte integrante do dia a dia deles. Passa a existir uma subdivisão entre os seus grupos de amizade, que se integram para falar e se divertir com o futebol”, explica Taty Ades, psicanalista e autora do livro “Hades - Homens que Amam Demais” (Editora Isis).

Sem perder o tom de descontração (e machismo, é claro), veja o que o blogueiro Edu propõe para as mulheres durante a Copa:

  • rasteje na hora de passar em frente à TV
  • durante os jogos, ele estará cego, surdo e mudo
  • é essencial manter na geladeira duas caixas de cerveja e na despensa, opções variadas de tira-gosto
  • o replay dos gols é muito importante, e ele gosta de ver de novo, sim
  • avise as amigas para, no mês da Copa, não darem à luz nenhum bebê, ou mesmo promover qualquer festa de criança e eventos de qualquer natureza que exijam a presença dele

Risadas à parte, que tal você aproveitar esse clima de esportes no ar e unir o útil ao agradável? Reunimos mimos e dicas para você juntar as duas paixões dele: você e o futebol. Clique aqui e confira.

 


 

Topo