Comportamento

Movimento dos Sem Namorados inspira busca pela cara-metade; veja dicas

Alex Almeida/UOL
Manifestante do Movimento dos Sem Namorados durante passeata no Parque do Ibirapuera, em São Paulo (SP) (29/5/2010) imagem: Alex Almeida/UOL

Da Redação

A segunda edição do Movimento dos Sem Namorados, que acontece no sábado (29), no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, e no domingo (30), no Posto 6 da praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, pode ser inspiradora para encontrar a cara-metade.

Para ajudar nessa busca, a especialista em relacionamentos Renata Rode, autora do livro "Separado e Daí?" (Editora Parêntese) e do blog www.separadoedai.com.br, dá algumas dicas. Confira abaixo:

1. Tenha vida social: não adianta viver reclamando que não conhece ninguém se você vai de casa para o trabalho e do trabalho para a casa. Ele ou ela dificilmente vão bater na porta de sua casa. Portanto, ânimo! Saia para paquerar e divertir-se (e claro para ver e ser visto).

2. Cadastre-se em sites de relacionamento: hoje, são muitas as opções de sites bacanas e idôneos. E (experiência própria) você acaba conhecendo gente bacana, sim. Basta seguir algumas regrinhas: procure perfis do pretendente em outros sites sociais, ative o MSN e peça para ele ou ela ligar a câmera e converse bastante. Ah, claro, os primeiros encontros devem ser em locais públicos. Fazer uma busca na internet sobre a empresa que ele ou ela diz trabalhar é bacana (para que você saiba com quem está lidando, já que internet aceita tudo e, por isso, você deve tomar muito cuidado).

3. Procure fazer uma atividade social: escolha cursos de grupos, como dança de salão ou teatro. Essa é uma ótima maneira de fazer novos amigos e desenvolver sua inibição, seja por atividade física ou intelectual. Divirta-se e ocupe-se! Tenho visto diversos casais formados por pessoas que se conheceram em escolas de dança, por exemplo.

4. Policie-se: no primeiro encontro não escancare sua vida e seus problemas. Ninguém gosta de ouvir lamentações, por mais sinceras que elas sejam.

5. Seja você mesmo: nada de comer só salada se você não é vegetariano, nada de vestir-se de outra forma ou tentar parecer ser o que não é. As máscaras caem rapidamente e quem perde é você. O outro vai gostar de você como você é; se não gostar, é porque não tinha de ser e pronto.

6. Não mostre desespero: pessoas ansiosas por encontrar um parceiro ou parceira parecem desesperadas por isso e demonstram muito claramente essa vontade, assustando pretendentes que poderiam até ser bem interessantes. Cuidado!

7. Esteja bem consigo: nós só estamos prontos para encontrar alguém quando sentimos que nos bastamos, ou seja, não faça do outro seu universo, e sim um planeta complementar. Ele deve fazer parte de sua vida e vir para somar; nada de ser a sua vida e fazer com que você a anule.
 

Topo