Comportamento

Sete passos para levantar a autoestima

ROSANA FERREIRA
Editora-assistente de UOL Estilo Comportamento

A terapeuta sueca Mia Törnblom já esteve no fundo do poço. Viciada em drogas durante a juventude, ela enfrentou a depressão e trabalhou muito para transformar sua vida, estudar psicologia e construir a autoestima. Atualmente é mentora de atletas, empresários, artistas e dependentes químicos na Europa. Para compartilhar os métodos que desenvolveu e utilizou durante os últimos anos, ela lançou o livro “Autoestima Já”, que chega ao Brasil pela Editora BestSeller.

Veja aqui sete passos para melhorar a autoestima

Se você não se convence do valor que tem, não aceita elogios e críticas construtivas, está na hora de tomar uma atitude. Segundo a autora, essa fraqueza pode se tornar uma perversa armadilha capaz de paralisar a vida e impedir a realização dos sonhos. Para escapar dessa situação, Mia oferece orientação para buscar autoaceitação, lidar de forma positiva com dúvidas e receios, estabelecer metas construtivas, evitar o estresse e analisar os problemas sob uma perspectiva eficiente, ou seja, a fim de resolvê-los.

“É possível trabalhar sozinho para fortalecer a autoestima. Você pode treinar a si mesmo com a ajuda de exercícios e exemplos baseados em situações do dia a dia que causam frustração ou sensação de incerteza”, afirma. Esses exercícios, segundo Mia, mostram como você pode mapear obstáculos e oportunidades, passo a passo, no caminho para uma autoestima melhor.
 

Topo